17 de julho de 2016
por Esmael Morais
16 Comentários

Michel Temer escolheu um “cavalo batizado” para o Ministério da Saúde

cavalo_batizado3O governo interino Michel Temer (PMDB) escolheu um “cavalo batizado” para o ocupar o Ministério da Saúde. Foi o preço do impeachment na Câmara a nomeação do deputado Ricardo Barros (PP-PR). Leia mais

17 de julho de 2014
por Esmael Morais
19 Comentários

TRE cassa em Curitiba vereador considerado o mais chato do Brasil

Considerado pelo PT o político mais chato do país, o vereador curitibano Professor Galdino (PSDB) teve o diploma cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Paraná. Agora, na Câmara Municipal, já é grande a disputa pelo título do tucano.

Galdino conseguiu a “condecoração” em 2012, quando instalou seu comitê eleitoral ao lado de um comitê do PT. O vereador tucano acabou com a paz dos petistas no pedaço. Galdino, desde as primeiras horas do dia, ligava aquele jingle grudento Professor Galdino, 45021, pocotó, pocotó, pocotó!¦!. O moço também gostava de assumir o microfone até altas horas da noite.

Mas não foi a chatice que derrubou o vereador Galdino. Segundo o Ministério Público Eleitoral (MPE), Galdino estava com os direitos políticos suspensos por causa de uma condenação por crime eleitoral e não poderia ter sido diplomado.(Abaixo, assista ao vídeo).

O caso é de desacato à  autoridade, que ocorreu em julho de 2011, quando o parlamentar fazia campanha no município de Bituruna, no sul do Paraná. Assim como a campanha realizada em nome próprio e buscando a eleição para vereador, Galdino buscava chamar a atenção dos eleitores para o candidato a prefeito do município, Rodrigo Rossoni, filho do deputado estadual Valdir Rossoni, com uma bicicleta e som alto. A denúncia contra o vereador foi protocolada pelo Ministério Público Eleitoral porque Galdino teria se recusado a atender um pedido do chefe do cartório eleitoral da cidade.

O vereador foi condenado a 3 meses e 15 dias de detenção em regime aberto, mas teve a pena substituída por prestações de serviços à  comunidade. Além disso, teve que pagar multa que corresponde a menos de um décimo do salário mínimo. Galdino ainda poderá recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O vereador do PSDB se considerava! uma ave no início do mandato, mas agora acredita ser a própria eguinha pocotó!. Assista ao vídeo com a musiquinha de Prof. Galdino e tire suas conclusões:

Leia mais