Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

6 de maio de 2014
por esmael
32 Comentários

Por que Richa agora bate ‘sem dó’ em Requião? Seria o “Efeito Ducci”?

Governador Beto Richa "elegeu" ontem o senador Roberto Requião como alvo preferencial de seus ataques durante "cafezinho" na bancada da TV Cultura, no programa Roda Viva; tucano teme o "Efeito Ducci" nas eleições deste ano, ou seja, receia repetir fiasco de seu pupilo Luciano Ducci (PSB), em 2012, que não conseguiu avançar para o segundo turno na disputa pela Prefeitura de Curitiba; Richa retirou do armário a expressão herança maldita! ao acusar suposto rombo de R$ 1,4 bi nas contas do Estado deixado pelo peemedebista; chavão é mais convincente quando utilizado em início de mandato, não em final de feira; Roda Viva, não se preocupem com o trapalhão do Beto Richa, de repente a gente volta e põe o Paraná em ordem. Já fizemos isto uma vez!, avisou ontem pelo Twitter o senador.

Governador Beto Richa “elegeu” ontem o senador Roberto Requião como alvo preferencial de seus ataques durante “cafezinho” na bancada da TV Cultura, no programa Roda Viva; tucano teme o “Efeito Ducci” nas eleições deste ano, ou seja, receia repetir fiasco de seu pupilo Luciano Ducci (PSB), em 2012, que não conseguiu avançar para o segundo turno na disputa pela Prefeitura de Curitiba; Richa retirou do armário a expressão herança maldita! ao acusar suposto rombo de R$ 1,4 bi nas contas do Estado deixado pelo peemedebista; chavão é mais convincente quando utilizado em início de mandato, não em final de feira; Roda Viva, não se preocupem com o trapalhão do Beto Richa, de repente a gente volta e põe o Paraná em ordem. Já fizemos isto uma vez!, avisou ontem pelo Twitter o senador.

Quem assistiu ao “cafezinho” ontem à  noite disfarçado de entrevista, no programa Roda Viva, da TV Cultura, teve a certeza de que o governador Beto Richa (PSDB) teme enfrentar o senador Roberto Requião (PMDB) nas eleições de outubro. O tucano bateu sem dó nem piedade no antecessor, coisa que vinha evitando nos últimos anos. Leia mais