PT vai acionar STF por ministro coagir escolas com slogan de Bolsonaro

Dilma obriga uso de e-mail brasileiro contra espionagem de Obama

da Agência Brasil

Contra espionagem norte-americana, Dilma publica no Diário Oficial da União, desta terça (5), obrigando o serviço público utilizar e-mail verde-amarelo desenvolvido pelo Serpro; medida ocorre depois de revelação que espiões de Obama monitoravam mensagens da presidenta da República e da Petrobras; ministro Paulo Bernardo, das Comunicações, diz que, além de a substituição de software da Microsoft pelo Expresso resultará em economia aos cofres públicos, evitará que Obama bisbilhote as mensagens estratégicas do governo; será?
Contra espionagem norte-americana, Dilma publica no Diário Oficial da União, desta terça (5), obrigando o serviço público utilizar e-mail verde-amarelo desenvolvido pelo Serpro; medida ocorre depois de revelação que espiões de Obama monitoravam mensagens da presidenta da República e da Petrobras; ministro Paulo Bernardo, das Comunicações, diz que, além de a substituição de software da Microsoft pelo Expresso resultará em economia aos cofres públicos, evitará que Obama bisbilhote as mensagens estratégicas do governo; será?
Decreto publicado na edição de hoje (5) do Diário Oficial da União determina que os serviços de telecomunicações e de tecnologia da informação de órgãos ligados à  administração pública federal direta, autárquica e fundacional ocorram por meio de redes e serviços fornecido por órgãos ou entidades da própria administração pública federal.

A iniciativa, que abrange também empresas públicas e sociedades de economia mista da União e subsidiárias, tem como objetivo evitar o acesso a informações estratégicas por terceiros. A medida entra em vigor em 120 dias, mas a partir de hoje, com a publicação do decreto, já está autorizada a dispensa de licitação desses serviços nas contratações que possam comprometer a segurança nacional.

E-mail oficial do governo será mais barato e seguro, diz Paulo Bernardo

via Blog do Planalto

Paulo Bernardo garante que sistema trará uma diminuição de custo para o governo, que trabalha numa possibilidade de disponibilizar o Expresso! para a população, num convênio com os Correios; Expresso! está em fase de testes no Ministério das Comunicações, e nos próximos dias, a presidenta Dilma Rousseff deverá assinar um decreto definindo um cronograma para que ministérios, autarquias, fundações e demais entes do governo federal se adequem à  nova norma.
Paulo Bernardo garante que sistema trará uma diminuição de custo para o governo, que trabalha numa possibilidade de disponibilizar o Expresso! para a população, num convênio com os Correios; Expresso! está em fase de testes no Ministério das Comunicações, e nos próximos dias, a presidenta Dilma Rousseff deverá assinar um decreto definindo um cronograma para que ministérios, autarquias, fundações e demais entes do governo federal se adequem à  nova norma.
Durante entrevista para o programa Bom Dia, Ministro! desta quinta-feira (17), o titular das Comunicações, Paulo Bernardo, falou sobre as mudanças na circulação de informações entre órgãos do governo federal. A ideia é usar um sistema de processamento de dados do Serpro, que inclui um novo padrão de e-mails e de comunicação interna entre os ministérios e com a presidência, pois para o ministro, tudo que circula pela internet tem um nível de proteção muito pequeno.