7 de outubro de 2014
por esmael
20 Comentários

Cai a máscara da velha mídia que festeja Aécio Neves no 2!º turno

do Brasil 247
A mídia rasgou a fantasia e se jogou de cabeça nas comemorações pela passagem de Aécio Neves para o segundo turno das eleições presidenciais. Na semana anterior ao domingo 5, as preferências já estavam claras com o noticiários crítico em peso contra a presidente Dilma Rousseff em veículos como o Jornal Nacional, Folha de S. Paulo, O Globo e O Estado de S. Paulo. Como mostrou o manchetômetro da Uerj, que apura o volume e a inclinação editorial dos veículos da mídia tradicional (tabelas abaixo), as notícias consideradas neutras foram reservadas para as candidaturas de Aécio e Marina Silva, do PSB. As negativas foram praticamente todas elas dedicadas à  personagem Dilma Rousseff.

O que ainda não se conhecia era a maneira como a mídia tradicional iria comemorar a passagem de Aécio pra o segundo turno.

No domingo 5, à s 20h, a Folha publicou em sua página no Facebook uma imagem compartilhada pelo PSDB, de comemoração pela ida do tucano ao segundo turno da disputa. “Show da virada. Graças ao seu voto é Aécio no segundo turno!”, dizia o texto da imagem. Muitos leitores reagindo, escrevendo que a Folha nem sequer tratou de dar tratamento de notícia ao panfleto. Nele se veem braços jogando um bonequinho de Aécio Neves para o alto em sentido de comemoração.

Nos comentários da postagem, alguns usuários expressaram seu estranhamento: “Não seria melhor postar a foto de uma comemoração do que material de propaganda do candidato, Folha?”, questionou um leitor. “Ainda bem que a Folha é imparcial”, ironizou outra. “O candidato da Folha de São Paulo!”, constatou uma terceira.

Sempre mais sisudo, o concorrente O Estado de S. Paulo fez um editorial nesta terça-feira 7 intitulado “Alívio e esperança”. “Ufa”, começa o texto que expressa a opinião da publicação. “A exclamação resume o sentimento de alívio com que a maioria dos brasileiros conheceu o resultado da votação de domingo”.

O grupo Diários Associados, diante dessa concorrência, fez um movimento absolutamente original. Em comunicado postado na página da rede de jornais, anunciou-se uma manifestação de jornalistas e funcionários, em praça pública, em apoio à  candidatura do tucano.