3 de outubro de 2014
por Esmael Morais
17 Comentários

Mesmo censurado, Requião concede entrevista pela TV caseira na internet

Primeira coletiva na internet do país foi alvo de censura nesta sexta-feira (3) no Paraná; candidato Roberto Requião teve o site da campanha suspenso pelo TRE, mas, mesmo assim manteve a entrevista com blogueiros e imprensa; peemedebista acusou a Justiça Eleitoral e a Polícia Federal de estarem facilitando! para Beto Richa e dificultando seu trabalho porque seria contra o auxílio-moradia à  magistratura; Que merda de Polícia Federal é essa?!", desabafou o candidato do PMDB, ao denunciar que um agente da PF fazia segurança de um mocó tucano, que fabricava panfletos apócrifos contra ele e a petista Gleisi Hoffmann; local do crime foi estourado! por seu irmão Maurício Requião, que recebeu voz de prisão por denunciar a irregularidade; Blog do Esmael transmitiu a entrevista coletiva ao vivo.

Primeira coletiva na internet do país foi alvo de censura nesta sexta-feira (3) no Paraná; candidato Roberto Requião teve o site da campanha suspenso pelo TRE, mas, mesmo assim manteve a entrevista com blogueiros e imprensa; peemedebista acusou a Justiça Eleitoral e a Polícia Federal de estarem facilitando! para Beto Richa e dificultando seu trabalho porque seria contra o auxílio-moradia à  magistratura; Que merda de Polícia Federal é essa?!”, desabafou o candidato do PMDB, ao denunciar que um agente da PF fazia segurança de um mocó tucano, que fabricava panfletos apócrifos contra ele e a petista Gleisi Hoffmann; local do crime foi estourado! por seu irmão Maurício Requião, que recebeu voz de prisão por denunciar a irregularidade; Blog do Esmael transmitiu a entrevista coletiva ao vivo.

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do Paraná, nesta sexta-feira (3), mesmo censurado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que retirou seu site do ar, concedeu entrevista coletiva a blogueiros e imprensa utilizando os perfis no Twitter, Facebook e no Blog do Esmael — que retransmitiu as imagens da TV 15 geradas a partir do Bigorrilho, bairro onde ele mora em Curitiba. ... 

Leia mais

1 de agosto de 2014
por Esmael Morais
13 Comentários

‘Panfletos ilegais’ de dissidentes do PMDB poderão acabar em prisão, avisa coligação de Requião

A coligação Paraná com Governo, liderada pelo senador Roberto Requião (PMDB), por meio de nota de esclarecimento, informou nesta sexta-feira (1!º) que a distribuição de ‘panfletos irregulares’ pela ala dissidente do partido, liderada por Doático Santos, principal estrategista do governador Beto Richa (PSDB) à  reeleição, poderá terminar em prisão devido a ocorrência de crime de desobediência.

Segundo o advogado Luiz Fernando Delazari, da coordenação jurídica do candidato peemedebista, há duas decisões do desembargador Guido José Dobeli (leia abaixo a íntegra) que proíbe a distribuição de folhetos que “claramente revelam a prática de crimes como uso de documento falso, calunia, injuria e difamação e se caracterizam como ações vedadas pela legislação eleitoral e penal”.

Os folhetos em questão atingem as candidaturas de Requião e Gleisi Hoffmann (PT) em favor do tucano.

Abaixo, leia a nota de esclarecimento e as decisões judiciais:

A Coordenação Jurídica da Coligação Paraná com Governo esclarece:

– No dia 26 de julho o Desembargador Guido José Dobeli determinou a imediata apreensão do folheto distribuído por dissidentes do PMDB que se autointitulam Frente Ampla, com a liderança de Doático Santos, que tem como título Nem Gleisi, nem Requião, Beto Richa Governador!;

– No dia 31 de julho, em complemento a esta decisão e acatando requerimento da Coligação Paraná com Governo, o mesmo Desembargador, acertadamente, determinou a busca e apreensão de outro impresso, intitulado PF liga Fraudes a Eduardo Requião!, que alterou matéria do Jornal Gazeta do Povo, distribuída pela mesma facção;

– Esses folhetos, claramente revelam a prática de crimes como uso de documento falso, calunia, injuria e difamação e se caracterizam como ações vedadas pela legislação eleitoral e penal;

– Todas as medidas judiciais cabíveis, no aspecto cível, criminal e eleitoral estão sendo tomadas;

– Importante esclarecer, para que não reste dúvida, que a reiterada prática de distribuição desses materiais após as decisões judiciais são consideradas ilegais e poderão ensejar ocorrência de crime de desobediência, que se somará aos outros crimes já mencionados.

-Qualquer cidadão que identificar essa atividade de distribuição dos referidos materiais poderá denunciar à  Justiça Eleitoral, para que sejam tomadas as medidas legais pertinentes;

Coordenação Jurídica Paraná com Governo

Liminar 01:

Liminar 02:

Leia mais

29 de julho de 2014
por Esmael Morais
23 Comentários

Doático Santos, o estrategista de Richa, promete distribuir “1 milhão de dólares” no Centro de Curitiba

Luiz Fernando Delazari, xerife de Requião, alerta que "material falso" distribuído por Doático Santos, principal estrategista da reeleição de Richa, poderá resultar em cadeia; ao Blog do Esmael, dissidente do PMDB garantiu que vai distribuir "um milhão de dólares", tudo em nota de um dólar!, entre quinta e sábado em todo o Paraná; "A distribuição da cópia de jornal e de uma nota de um dólar com a cara do Eduardo Requião, que é muito famoso em Paranaguá, continuarão sendo distribuídos em todo o Paraná", disse o número um do governador tucano na campanha; será que Doático seguirá em frente ou vai amarelar em plena Boca Maldita?

Luiz Fernando Delazari, xerife de Requião, alerta que “material falso” distribuído por Doático Santos, principal estrategista da reeleição de Richa, poderá resultar em cadeia; ao Blog do Esmael, dissidente do PMDB garantiu que vai distribuir “um milhão de dólares”, tudo em nota de um dólar!, entre quinta e sábado em todo o Paraná; “A distribuição da cópia de jornal e de uma nota de um dólar com a cara do Eduardo Requião, que é muito famoso em Paranaguá, continuarão sendo distribuídos em todo o Paraná”, disse o número um do governador tucano na campanha; será que Doático seguirá em frente ou vai amarelar em plena Boca Maldita?

O dissidente do PMDB de Curitiba, Doático Santos, disse ao Blog do Esmael nesta noite que a decisão do juiz Guido José Dobeli, do Tribunal Regional Eleitoral, não alcança a distribuição de “notas” de um dólar com a careta de Eduardo Requião, irmão do senador Roberto Requião (PMDB), que concorre ao Palácio Iguaçu. ... 

Leia mais