17 de outubro de 2014
por Esmael Morais
40 Comentários

Aécio desconversa sobre propina ao PSDB: Soube disso ontem!

via Brasil 247

Ao desembarcar em Salvador há pouco, onde faz campanha, o candidato do PSDB à  presidência da República, Aécio Neves, conversou de forma breve com a imprensa e evitou falar sobre declaração da presidente Dilma Rousseff no debate do SBT ontem (16) de que o ex-presidente do PSDB, o falecido deputado federal Sérgio Guerra, teria recebido propina de Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras.

“Não conhecia esse depoimento, soube dele ontem durante o debate”, disse Aécio. O tucano afirmou ainda que a menção de Dilma ao fato “serve para demonstrar que ela está dando crédito à s investigações da CPMI” da Petrobras.

Aécio disse ainda que ficou “triste” após o debate do SBT porque sua Dilma teria “insistido em focar no passado e em ofensas pessoais a ele mesmo, como já havia feito com Eduardo Campos e Marina Silva”.

O presidenciável tucano disse que sua vinda a Salvador servirá para reiterar o projeto ‘Nordeste Forte’, que pretende “finalizar todas as obras em andamento na região, melhorar a qualidade da educação e diminuir o número de homicídios em oito anos”, o que reafirma sua intenção de extinguir a reeleição apenas em 2022.

O candidato do PSDB fará caminhada no Centro de Salvador e está acompanhado de oposicionistas como o prefeito de Salvador, ACM Neto; o candidato derrotado a senador Geddel Vieira Lima (PMDB), o líder do PSDB na Câmara, deputado Antônio Imbassahy e da candidata também derrotada ao Senado Eliana Calmon, a juíza-política do PSB.

Leia mais

17 de outubro de 2014
por Esmael Morais
38 Comentários

Ex-presidente do PSDB recebeu propina da Petrobras; e agora?

Denúncia de propina para ex-presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, morto este ano, é arrastada para o debate presidencial por Dilma; tucano acusado era senador pelo estado de Pernambuco e Aécio o sucedeu no comando do partido; pelo visto, a presidenta petista tem como tática puxar o adversário mineiro para a lama, a exemplo do que fez Mário Covas com Paulo Maluf na disputa pelo governo de São Paulo em 1988.

Denúncia de propina para ex-presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, morto este ano, é arrastada para o debate presidencial por Dilma; tucano acusado era senador pelo estado de Pernambuco e Aécio o sucedeu no comando do partido; pelo visto, a presidenta petista tem como tática puxar o adversário mineiro para a lama, a exemplo do que fez Mário Covas com Paulo Maluf na disputa pelo governo de São Paulo em 1988.

O ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, afirmou em delação premiada, que pagou propina ao ex-presidente nacional do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), morto este ano por um câncer no pulmão, para que ajudasse esvaziar a criação de uma CPI no Senado para investigar a estatal de petróleo em 2009. ... 

Leia mais

16 de outubro de 2014
por Esmael Morais
68 Comentários

Minas, nepotismo, corrupção, aeroporto e bafômetro dominam debate entre Dilma e Aécio

O ponto alto do confronto foi quando a petista inquiriu o tucano sobre a Lei Seca e uso de drogas. Visivelmente irritado, Aécio fez ao vivo uma autocrítica sobre dirigir sem habilitação, mas não reconheceu que bebera antes de dirigir.

O ponto alto do confronto foi quando a petista inquiriu o tucano sobre a Lei Seca e uso de drogas. Visivelmente irritado, Aécio fez ao vivo uma autocrítica sobre dirigir sem habilitação, mas não reconheceu que bebera antes de dirigir.

Novamente, Dilma Rousseff (PT) conseguiu dominar o debate desta noite no SBT. A petista conseguiu desestabilizar o adversário Aécio Neves (PSDB) com perguntas espinhosas. ... 

Leia mais

1 de setembro de 2014
por Esmael Morais
24 Comentários

Em debate polarizado entre Dilma e Marina, Fidelix rouba cena ao dizer que mídia é vendida

Como já era esperado, o debate foi polarizado pela presidenta Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB). O candidato tucano ficou em terceiro plano, refletindo as pesquisas de opinião. "Uma lista de promessas genéricas não é suficiente", disse presidente à  candidata do PSB. Acusado de ser "laranja" de Aécio Neves (PSDB), contra o PT, o candidato Levy Fidelix partiu para o ataque no debate encerrado nesta noite pelo SBT. A pergunta de Kenedy Alencar, da Folha, gerou revolta no candidato do PRTB, que acusou o jornal de ser "vendido".

Como já era esperado, o debate foi polarizado pela presidenta Dilma Rousseff (PT) e Marina Silva (PSB). O candidato tucano ficou em terceiro plano, refletindo as pesquisas de opinião. “Uma lista de promessas genéricas não é suficiente”, disse presidente à  candidata do PSB. Acusado de ser “laranja” de Aécio Neves (PSDB), contra o PT, o candidato Levy Fidelix partiu para o ataque no debate encerrado nesta noite pelo SBT. A pergunta de Kenedy Alencar, da Folha, gerou revolta no candidato do PRTB, que acusou o jornal de ser “vendido”.

Acusado de ser “laranja” de Aécio Neves (PSDB), contra o PT, o candidato Levy Fidelix partiu para o ataque no debate encerrado nesta noite pelo SBT. A pergunta de Kenedy Alencar, da Folha, gerou revolta no candidato do PRTB, que acusou o jornal de ser “vendido”. ... 

Leia mais