21 de Março de 2016
por admin
14 Comentários

Coluna da Gleisi Hoffmann: Obama foi pra Cuba; aqui o golpe

Gleisi Hoffmann*

Fiquei emocionada ao ver a chegada do presidente Barack Obama a Cuba, uma visita histórica que sela a reaproximação dos EUA com a Ilha revolucionária de Fidel Castro. Poucos acreditavam que isso seria possível, mas a determinação de um presidente americano negro, de um papa progressista e das reformas econômicas em Cuba, estão possibilitando-nos vivenciar esse pedaço da história tão importante para a democracia, autodeterminação dos povos e respeito entre Nações.

É importante registrar que a última visita de um presidente norte americano a Cuba foi em 1928!

Ao mesmo tempo a emoção fica embaçada, ao assistir, no nosso país, o maior da América Latina e que na história recente saiu de uma ditadura militar, uma crise política destinada a justificar um duro golpe nas regras democráticas e na nossa Constituição, a Constituição Cidadã, de 1988. O que faz isso acontecer? O ódio proliferar? Junto com essa gana em tirar uma presidenta legitimamente eleita pelo voto popular?

Desconstruir a imagem do maior líder popular que o Brasil já teve?

Muitos correrão a dizer que é a corrupção, praticada sem precedentes nestes governos do PT e liderada pessoalmente por Lula (o líder operário, que venceu todas as barreiras, se tornou presidente do Brasil e proporcionou a maior revolução econômico-social de nossa história).

Já escrevi sobre isso nes

11 de Março de 2014
por esmael
25 Comentários

Vira o disco, Richa: 51% dos curitibanos dizem que governo federal “não” persegue o Paraná

O líder de Beto Richa na Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSDB), principal ideólogo do Palácio Iguaçu, terá de calibrar a mira em seus contundentes discursos contra a senadora Gleisi Hoffmann; segundo a Paraná Pesquisas, exclusiva para o Blog do Esmael, 51,72% dos curitibanos não concordam que o governo federal promove perseguição ao governo tucano; apenas 39,95% concordam que Richa não consegue realizar as obras necessárias porque há perseguição do governo Dilma Rousseff; ou seja, a população não percebe a pré-candidata do PT como culpada pela grave crise financeira que assola o Paraná; portanto, o governador do PSDB terá que virar o disco, ou seja, vai perdendo a batalha da comunicação.

O líder de Beto Richa na Assembleia Legislativa, deputado Ademar Traiano (PSDB), principal ideólogo do Palácio Iguaçu, terá de calibrar a mira em seus contundentes discursos contra a senadora Gleisi Hoffmann; segundo a Paraná Pesquisas, exclusiva para o Blog do Esmael, 51,72% dos curitibanos não concordam que o governo federal promove perseguição ao governo tucano; apenas 39,95% concordam que Richa não consegue realizar as obras necessárias porque há perseguição do governo Dilma Rousseff; ou seja, a população não percebe a pré-candidata do PT como culpada pela grave crise financeira que assola o Paraná; portanto, o governador do PSDB terá que virar o disco, ou seja, vai perdendo a batalha da comunicação.

O governador Beto Richa (PSDB) precisa urgentemente virar o disco e tocar outra música, se quiser justificar e convencer sobre os motivos da crise que assola as finanças do Paraná. Leia mais