6 de agosto de 2014
por esmael
26 Comentários

Supersincero!, Marcelo Almeida diz não ver saída para o pedágio no PR

O empresário Marcelo Almeida, candidato ao Senado pelo PMDB, o supersincero!, nesta quarta-feira (6), em entrevista ao repórter Ivan Santos, do Bem Paraná, confessou não ver saída para o problema das altas tarifas do pedágio.

Além de ser o candidato mais rico com patrimônio declarado de R$ 800 milhões, o peemedebista é herdeiro da CR Almeida e “dono do pedágio mais caro do mundo”, que liga Curitiba ao Litoral.

“Eu não vejo saída. Eu não vejo uma movimentação. Virou um assunto político. Porque tem pedágio? à‰ muito fácil o pessoal do PT, do PSDB me criticar”, esquivou-se.

Leia a íntegra da entrevista com Marcelo Almeida:

Marcelo Almeida tem na ponta da língua a resposta para os críticos que o vêem apenas como o candidato mais rico do Brasil! e dono do pedágio!. Primeiro, diz que justamente por ser herdeiro da CR Almeida !“ uma das maiores empreiteiras do País !“ e um patrimônio pessoal declarado de quase R$ 800 milhões, é um dos poucos que pode dizer que está nesta eleição não por dinheiro, mas por um ideal. Segundo: As pessoas que me criticam pelo pedágio são as primeiras a bater na CR Almeida para pegar dinheiro!.

Com uma franqueza incomum para os políticos tradicionais, ele confessa não ver saída para o problema das altas tarifas. E aponta que o problema do pedágio é fruto da falta de recursos públicos para investimentos nas estradas provocada pela corrupção, que na sua avaliação, envolve governos de todos os partidos nas últimas décadas.

Candidato ao Senado pelo PMDB ao lado do senador e candidato ao governo, Roberto Requião, Almeida também garante não ver contradições nessa parceria, apesar de seu companheiro de chapa ter sido eleito governador em 2006 sob o slogan do abaixa ou acaba! contra o pedágio. E diz ainda que o Paraná precisa ter um senador voltado mais para as questões do Estad