Supersincero!, Marcelo Almeida diz não ver saída para o pedágio no PR

O candidato ao Senado pelo PMDB, Marcelo Almeida, em entrevista ao Bem Paraná, nesta quarta (6), o supersincero!, confessou que não vê saída para o pedágio no Paraná; ele também criticou a politização da questão pelo PT e PSDB; peemedebista tem patrimônio declarado de R$ 800 milhões e é herdeiro da CR Almeida, empresa que é dona de sete praças de pedágio no Brasil, inclusive o que liga Curitiba ao Litoral !“ o mais caro do mundo.
O candidato ao Senado pelo PMDB, Marcelo Almeida, em entrevista ao Bem Paraná, nesta quarta (6), o supersincero!, confessou que não vê saída para o pedágio no Paraná; ele também criticou a politização da questão pelo PT e PSDB; peemedebista tem patrimônio declarado de R$ 800 milhões e é herdeiro da CR Almeida, empresa que é dona de sete praças de pedágio no Brasil, inclusive o que liga Curitiba ao Litoral !“ o mais caro do mundo.
O empresário Marcelo Almeida, candidato ao Senado pelo PMDB, o supersincero!, nesta quarta-feira (6), em entrevista ao repórter Ivan Santos, do Bem Paraná, confessou não ver saída para o problema das altas tarifas do pedágio.

Além de ser o candidato mais rico com patrimônio declarado de R$ 800 milhões, o peemedebista é herdeiro da CR Almeida e “dono do pedágio mais caro do mundo”, que liga Curitiba ao Litoral.

“Eu não vejo saída. Eu não vejo uma movimentação. Virou um assunto político. Porque tem pedágio? à‰ muito fácil o pessoal do PT, do PSDB me criticar”, esquivou-se.

Leia a íntegra da entrevista com Marcelo Almeida: