Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

2 de dezembro de 2013
por esmael
3 Comentários

Dra. Jozélia Nogueira fez de bobos os vereadores de Curitiba

Secretária de Estado Jozélia Nogueira, da Fazenda, deixou vereadores curitibanos chupando dedos na manhã desta segunda (2); ela deveria ter comparecido à  Câmara para discutir isenção do ICMS sobre o óleo diesel usado no transporte coletivo; parlamentares foram insensíveis, pois quiseram falar em corda na casa de enforcado; governo do estado não tem dinheiro nem para pagar o cafezinho, gasolina para viaturas da PM, enfim, até salários e 13!º ainda correm risco de não cair na conta dos servidores públicos estaduais; vereador Chico do Uberaba (PMN) recebeu e-mail de um assessor da secretária informando a ausência.

Secretária de Estado Jozélia Nogueira, da Fazenda, deixou vereadores curitibanos chupando dedos na manhã desta segunda (2); ela deveria ter comparecido à  Câmara para discutir isenção do ICMS sobre o óleo diesel usado no transporte coletivo; parlamentares foram insensíveis, pois quiseram falar em corda na casa de enforcado; governo do estado não tem dinheiro nem para pagar o cafezinho, gasolina para viaturas da PM, enfim, até salários e 13!º ainda correm risco de não cair na conta dos servidores públicos estaduais; vereador Chico do Uberaba (PMN) recebeu e-mail de um assessor da secretária informando a ausência.

A secretária de Estado da Fazenda, Dra. Jozélia Nogueira, nesta segunda (2), deu um “olé” na Câmara Municipal de Curitiba. Os vereadores a esperaram pela manhã inteira, feitos bobos, mas a moça não compareceu para falar sobre a isenção do ICMS sobre o óleo diesel usado no transporte coletivo. Leia mais

2 de dezembro de 2013
por esmael
8 Comentários

CPI da Urbs sugere tarifa de ônibus a R$ 2,22. Vai baixar Fruet?

O vereador Jorge Bernardi (PDT), líder do governo municipal na Câmara, tem se esforçado por aí para convencer o pacato cidadão curitibano que a CPI da Urbs, que ele presidiu até semana passada, não produziu uma “pizza” relatório final. Há controversas.

Depois de muita investigação realizada a comissão chegou à  conclusão de que o preço da tarifa pode ser reduzido de R$ 2,70 para R$ 2,22. O líder do governo municipal é um dos que prega essa tese. Logo, cabe a pergunta: o prefeito vai baixar a tarifa quando?

No começo de outubro, em sua coluna neste blog, o secretário Municipal de Governo, Ricardo Mac Donald, considerado o capitão do time de Fruet, radicalizou ao propor redução da tarifa de ônibus a R$ 1 e passe livre aos estudantes (clique aqui para relembrar).

Mac Donald aponta o vale-transporte universal como mecanismo de financiamento do sistema e baixar o preço da passagem para o usuário do transporte público na capital. Ele sugere que a receita da universalização do VT vá diretamente para o operador do sistema.

Volto à  questão da controversa “CPI da Pizza”. Este blog sempre defendeu da tese de que não basta reduzir a tarifa do ônibus para R$ 2,22, como sugere o relatório final da investigação! (clique aqui para ler a íntegra).

Os vereadores da CPI da Urbs não tiveram coragem de indiciar !” sequer tiveram força para convocar o ex-prefeito Beto Richa e seu ex-procurador Ivan Bonilha !” para explicar a licitação que a comissão julga irregular.

Uma CPI que investigava o transporte e seus tentáculos, que se pretendia ser séria, deveria ter ao menos recomendado a constituição da frota pública de ônibus na capital. Não o fez. Apenas recomendou trocar uma máfia pela outra ao sugerir nova licitação.

Quanto à  redução no preço da tarifa, tal qual já ocorreu no pedágio, pode-se conjunturalmente reduzir, mas, logo em diante, aumenta-se com a mesma facilidade. Afinal de contas, as empresas e o modelo privado de gerenciamento, através da Urbs, prevê o lucro no sistema de transporte coletivo.

30 de outubro de 2013
por esmael
1 Comentário

OAB-PR debate amanhã atuação da CPI da Pizza na Câmara de Curitiba

Advogados realizam evento nesta sexta, à s 10h30, na sede da OAB-PR, com o intuito de dissecar contratos de licitação do transporte coletivo em Curitiba; evento também debaterá atuação da CPI da Pizza, que investiga máfia que atua no setor; vereador Jorge Bernardi, que presidente comissão de investigação, jura que o resultado dos trabalhos não terminará em pizza.

Advogados realizam evento nesta sexta, à s 10h30, na sede da OAB-PR, com o intuito de dissecar contratos de licitação do transporte coletivo em Curitiba; evento também debaterá atuação da CPI da Pizza, que investiga máfia que atua no setor; vereador Jorge Bernardi, que presidente comissão de investigação, jura que o resultado dos trabalhos não terminará em pizza.

Conta o professor universitário e blogueiro Tarso Cabral Violin que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional Paraná, está organizando um debate nesta sexta, 1!º de novembro, à s 10h30, na sede do órgão, sobre as questões técnicas e jurídicas da licitação e dos contratos de concessão do Transporte Coletivo de Curitiba. Leia mais

15 de outubro de 2013
por esmael
16 Comentários

Fruet convoca comitê anticrise para discutir ocupação da Câmara

Gustavo Fruet teme que movimento se alastre pela cidade e ganhe apoio da opinião pública; reedição dos protestos de junho, que sacudiram o país, assusta o prefeito curitibano; Frente de Luta pelo Transporte reivindica redução da tarifa de ônibus aos domingos para R$ 1 e nos dias de semana a redução para R$ 2,25; ocupação da Câmara também é para pressionar pela revogação da licitação que escolheu as atuais empresas que operam as linhas de ônibus e a criação da frota pública na capital paranaense.

Gustavo Fruet teme que movimento se alastre pela cidade e ganhe apoio da opinião pública; reedição dos protestos de junho, que sacudiram o país, assusta o prefeito curitibano; Frente de Luta pelo Transporte reivindica redução da tarifa de ônibus aos domingos para R$ 1 e nos dias de semana a redução para R$ 2,25; ocupação da Câmara também é para pressionar pela revogação da licitação que escolheu as atuais empresas que operam as linhas de ônibus e a criação da frota pública na capital paranaense.

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), principal alvo dos manifestantes que ocupam a Câmara Municipal de Vereadores desde o início desta noite, convocou uma reunião de emergência com o comitê anticrise. A reunião deverá avançar a madrugada, segundo um orelha seca presente no Palácio 29 de Março (sede do executivo municipal). Leia mais

15 de outubro de 2013
por esmael
20 Comentários

Estudantes tomam a Câmara Municipal de Curitiba; assista ao vídeo

Vereador Chicarelli, autor da CPI do transporte em Curitiba, acompanha de perto a ocupação da Câmara Municipal; estudantes e integrantes de movimentos sociais reivindicam redução da tarifa de ônibus; eles elogiam a atitude democrática do presidente da Casa, Paulo Salamuni (PV), mas criticam Fruet; manifestantes pedem a volta da tarifa de ônibus aos domingos para R$ 1 e nos dias de semana a redução para R$ 2,25; assista ao vídeo.

Vereador Chicarelli, autor da CPI do transporte em Curitiba, acompanha de perto a ocupação da Câmara Municipal; estudantes e integrantes de movimentos sociais reivindicam redução da tarifa de ônibus; eles elogiam a atitude democrática do presidente da Casa, Paulo Salamuni (PV), mas criticam Fruet; manifestantes pedem a volta da tarifa de ônibus aos domingos para R$ 1 e nos dias de semana a redução para R$ 2,25; assista ao vídeo.

O vereador José Carlos Chicarelli (PSDC) divulga em seu perfil no Facebook, no começo desta noite, ocupação da Câmara Municipal de Curitiba por estudantes e entidades dos movimentos sociais. Leia mais

14 de outubro de 2013
por esmael
20 Comentários

“Vai cair do cavalo quem achar que a CPI do Transporte terminará em pizza”, diz Jorge Bernardi

Bernardi promete surpreender os mais incrédulos na leitura do relatório final da CPI que investiga a máfia do transporte coletivo de Curitiba; comissão deverá agendar ainda hoje a data para o depoimento do ex-procurador-geral do Município, Ivan Bonilha, homem de confiança do governador Beto Richa no Tribunal de Contas do Estado (TCE); colegiado vai propor anulação da licitação realizada em 2010, redução da tarifa para R$ 2 e estuda recomendar a criação da frota pública municipal.

Bernardi promete surpreender os mais incrédulos na leitura do relatório final da CPI que investiga a máfia do transporte coletivo de Curitiba; comissão deverá agendar ainda hoje a data para o depoimento do ex-procurador-geral do Município, Ivan Bonilha, homem de confiança do governador Beto Richa no Tribunal de Contas do Estado (TCE); colegiado vai propor anulação da licitação realizada em 2010, redução da tarifa para R$ 2 e estuda recomendar a criação da frota pública municipal.

O vereador Jorge Bernardi, líder do PDT na Câmara e presidente da CPI que investiga a máfia do transporte público de Curitiba, em entrevista ao blog, nesta segunda (14), disse que quem apostar que o trabalho da comissão terminará em pizza “vai cair do cavalo”. Leia mais

10 de outubro de 2013
por esmael
17 Comentários

Presidente da CPI da Urbs vai pedir prisão de aliados do governador Beto Richa

O presidente da CPI do Transporte Coletivo, Jorge Bernardi (PDT), estuda pedir a custódia preventiva do ex-presidente da Urbanização de Curitiba (Urbs), Marcos Isfer, e do ex-diretor de Transporte, Fernando Ghignone. A decisão foi tomada com base na interpelação judicial movida pelos ex-dirigentes da empresa contra o vereador. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (10), durante reunião da CPI na Câmara Municipal.

Atualmente, Ghignone é presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) — a estatal de água e esgoto — e preside o PSDB na capital.

Assim como Ghignone, o ex-presidente da Urbs, Marcos Isfer, também é um dos principais nomes de confiança do ex-prefeito Luciano Ducci (PSB) e do governador Beto Richa (PSDB).

Tenho uma reunião preparatória no Ministério Público para debater a notitia criminis. O processo está pronto e pede a custódia cautelar dos senhores Marcos Isfer e Fernando Ghignone. Ambos estão ameaçando os trabalhos da CPI. A custódia significa que eles podem ser presos até que as investigações sejam concluídas!, informou Bernardi.

O parlamentar tem reunião nesta sexta-feira (11), à s 10 horas, na sede do Ministério Público do Paraná (MPPR), para definir uma agenda com o procurador-geral de Justiça, Gilberto Giacoia, para falar sobre a ação. Na última segunda-feira (7), o presidente da CPI recebeu a notificação oficial, na qual Isfer e Ghinone pedem detalhes sobre declarações dadas por ele à  imprensa local.

Na reunião desta quinta !“ que ouviu o depoimento da ex-presidente da Comissão Permanente de Licitações da Urbs, Cássia Aragão !“, Jorge Bernardi voltou a defender que seu direito de se manifestar está expresso na Constituição Federal (artigo 29) e destacou, ainda, que a interpelação feita a ele é um crime contra a CPI!, previsto na Lei das Comissões Parlamentares de Inquérito, que proíbe esse tipo de intervenção no trabalho dos parlamentares (artigo 4!º da Lei Federal 1.579/1972).

A orientação foi da Procuradoria Jurídica da Casa, quando a interpelação atinge um membro da CPI, ela atinge a CPI. Estamos fazendo todo o esforço para esclarece

4 de outubro de 2013
por esmael
14 Comentários

Coluna do Mac Donald: “Tarifa de ônibus a R$ 1 e passe livre para todos os estudantes de Curitiba”

Ricardo Mac Donald, secretário Municipal de Governo de Curitiba, surpreende em sua coluna desta sexta, radicaliza e propõe redução da tarifa de ônibus a R$ 1 e passe livre aos estudantes; os movimentos das ruas, mais modestos, pedem redução para R$ 2,25; o colunista aponta o vale-transporte universal como mecanismo de financiamento do sistema e baixar o preço da passagem para o usuário do transporte público na capital; leia o texto.

Ricardo Mac Donald, secretário Municipal de Governo de Curitiba, surpreende em sua coluna desta sexta, radicaliza e propõe redução da tarifa de ônibus a R$ 1 e passe livre aos estudantes; os movimentos das ruas, mais modestos, pedem redução para R$ 2,25; o colunista aponta o vale-transporte universal como mecanismo de financiamento do sistema e baixar o preço da passagem para o usuário do transporte público na capital; leia o texto.

Ricardo Ghisi Mac Donald*

Quando debatemos o transporte público surgem, pelo menos, três facetas: os diversos modais, as questões fiscalizatórias e administrativas e o financiamento do sistema. Leia mais

18 de setembro de 2013
por esmael
10 Comentários

Gustavistas estudam convocar Richa e Ducci para depor na CPI da Urbs

Prefeitura de Curitiba estranha que auditoria sobre transporte coletivo não tenha passado pelo crivo do plenário do Tribunal de Contas; gustavistas estudam pedir a convocação do governador Beto Richa e do ex-prefeito Luciano Ducci para que expliquem a licitação questionada pelo órgão de contas; Se há malfeito tem que existir, também, responsáveis!, dizem vereadores governistas.

Prefeitura de Curitiba estranha que auditoria sobre transporte coletivo não tenha passado pelo crivo do plenário do Tribunal de Contas; gustavistas estudam pedir a convocação do governador Beto Richa e do ex-prefeito Luciano Ducci para que expliquem a licitação questionada pelo órgão de contas; Se há malfeito tem que existir, também, responsáveis!, dizem vereadores governistas.

A CPI da Urbs, que investiga o transporte coletivo em Curitiba, estuda pedido de convocação do ex-prefeito Luciano Ducci (PSB) e do governador Beto Richa (PSDB) para que expliquem o teor da auditoria divulgada ontem à  tarde, durante coletiva à  imprensa, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE). Leia mais

17 de setembro de 2013
por esmael
29 Comentários

Tribunal de Contas pede redução da tarifa de ônibus para R$ 2,25 em Curitiba

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) divulgou uma auditoria, nesta terça (17), no qual aponta que a tarifa do transporte coletivo de Curitiba poderia ser 16,7% menor do que a atual. Isso significa que o usuário poderia estar pagando R$ 2,25, ao invés de R$ 2,70.

A constatação integra relatório de auditoria sobre a Urbs pelo tribunal. O documento relaciona 40 irregularidades, encontradas pela equipe de fiscalização nomeada especialmente pelo órgão de controle externo para averiguar os contratos da Prefeitura Municipal de Curitiba com as empresas de transporte.

O relatório tem 253 páginas e é resultado de três meses de trabalho. Neste período, a comissão de auditoria, formada por seis servidores do Tribunal, fez diversas visitas técnicas aos órgãos fiscalizados, inspeções in loco, entrevistas e estudos técnicos. O relatório, que ainda será julgado pelo Pleno do TCE, estará, em breve, à  disposição da população, no Portal do TCE na internet.

Além da Urbs, a equipe de técnicos do TCE auditou o Fundo de Urbanização de Curitiba. A Rede Integrada de Transporte da Região Metropolitana foi avaliada quanto à  planilha utilizada, o custo por quilômetro, o método empregado na definição de valores, reajustes e subsídios, além da administração dos recursos financeiros. Uma das recomendações é de que a licitação que originou os contratos vigentes seja anulada e se realize uma nova concorrência.

O