12 de setembro de 2015
por admin
21 Comentários

Coluna do Jorge Bernardi: O crime compensa? Que o digam os empresários da Lava Jato

Bernardi_PF

Em sua coluna deste sábado, o vereador Jorge Bernardi (PDT) analisa as possíveis punições e acordos de delação feitos pelos empreiteiros envolvidos em corrupção na Operação Lava Jato da Polícia Federal, Ministério Público Federal e Justiça Federal. Segundo Bernardi, o esquema de corrupção na Petrobras e outras áreas do governo causou grandes danos à economia nacional, mas para boa parte dos envolvidos as penas deverão ser brandas. Leia, ouça, comente e compartilhe o texto abaixo: Leia mais

27 de julho de 2015
por Esmael Morais
8 Comentários

Em 17 anos, CPIs da Petrobras não viram nada irregular na estatal

via O Globo.cpis

Desde 1998, a Petrobras foi alvo de quatro CPIs, incluindo a atual, na Câmara. Embora houvesse suspeitas de superfaturamento na construção da refinaria Abreu e Lima e de pagamento de propinas a funcionários da petroleira, os parlamentares dessas comissões nada viram de irregular. Suspeitos, que hoje se tornaram réus na Operação Lava-Jato, sequer foram ouvidos. E os relatórios apresentados à época dedicaram mais páginas a discorrer sobre a importância da estatal do que a apontar irregularidades.

O senador Romero Jucá (PMDB-RR), hoje alvo de inquérito no Supremo Tribunal Federal sob acusação de participar do esquema, foi relator de uma dessas CPIs em 2009. Ele indeferiu requerimentos para convocar os ex-diretores da Petrobras Paulo Roberto Costa e Renato Duque. Os dois voltaram a ser poupados na CPI mista de 2014, que também deixou de ouvir Fernando Baiano (investigado hoje como operador do PMDB) ou o então tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, embora pedidos nesse sentido tenham sido aprovados.

Na atual CPI da Câmara, essa prática continua: aprovam-se requerimentos para convocação de testemunhas ou suspeitos de irregularidades, mas os depoimentos não são marcados. Leia mais

19 de maio de 2015
por Esmael Morais
5 Comentários

Coluna do Enio Verri: “Além do pessimismo dos urubólogos”

verriEnio Verri*

Recorde na produção do Pré-Sal e lucro líquido de R$ 5,33 bilhões! O que representa uma surpresa para o mercado financeiro e uma derrota aos pessimistas, nada mais é do que a força da maior empresa brasileira, a Petrobrás.

O relatório positivo da Estatal no primeiro semestre de 2015 e os 800 mil barris de pré-sal produzidos diariamente, um novo recorde, não apenas reitera a solidez da Petrobrás, como também, da política econômica brasileira estruturada desde o primeiro mandato do Governo Lula.

Trata-se, assim, de enxergar além do pessimismo dos urubólogos que a todo custo tentam rebaixar o Brasil e, passar a examinar sob um olhar crítico e responsável, conferindo ao País, o tamanho que o torna tão respeitado internacionalmente.

Abandonou-se o Brasil de Fernando Henrique Cardoso que emparelhou a Petrobrás, cultivou a corrupção e, agora, foge de sua responsabilidade, se eximindo de culpa ao atirar para todos os lados. Como também, esqueceu-se no passado o País que vendia suas estatais a preço de banana. Leia mais

23 de abril de 2015
por Esmael Morais
42 Comentários

Após lambança, Moro “afrouxa a tanga” e solta cunhada de Vaccari

do Brasil 247

images_cms-image-000430704O juiz Sérgio Moro, responsável pelos processos da operação Lava Jato, mandou soltar “imediatamente” a cunhada do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. A ordem pela expedição do alvará de soltura em favor de Marice Corrêa de Lima foi dada às 11h30 desta quinta-feira 23.

Marice foi presa na última sexta-feira 17, quando se entregou a Polícia Federal após chegar de uma viagem no Panamá, onde participava de um congresso. Ela era considerada foragida pela PF desde o dia em que Vaccari foi preso, no dia 15. Ontem, Moro determinou a prorrogação da prisão temporária de Marice por mais cinco dias.

A cunhada de Vaccari é acusada de ter depositado dinheiro de propina da empreiteira OAS, investigada na operação, na conta bancária de sua irmã e mulher de Vaccari, Giselda Rosie de Lima. Imagens de câmera de segurança do banco Itaú em São Paulo indicavam uma mulher muito parecida com Marice no caixa eletrônico no mesmo horário em que o dinheiro caía na conta de Giselda. Leia mais

18 de março de 2015
por Esmael Morais
Comentários desativados em Suíça bloqueia R$ 1,3 bilhão de contas de investigados na Lava Jato

Suíça bloqueia R$ 1,3 bilhão de contas de investigados na Lava Jato

da Agência Brasil

bloc.jpgO Ministério Público da Suíça anunciou hoje (18) o bloqueio de R$ 1,3 bilhão de empresas e pessoas envolvidas na Operação Lava Jato. O valor é equivalente a US$ 400 milhões. O bloqueio faz parte de um acordo de cooperação com o Ministério Público Federal, responsável pela investigação.

De acordo com as autoridades suíças, foram localizadas 300 contas, nas quais houve movimentação de milhões de dólares por ex-diretores da Petrobras e executivos das empreiteiras investigadas. Até o momento, R$ 390 milhões (US$ 120 milhões) foram repatriados. Leia mais

9 de fevereiro de 2015
por Esmael Morais
5 Comentários

Paraná Pesquisas também vê queda na aprovação da presidenta Dilma

dilma

O Instituto Paraná Pesquisas realizou, sob encomenda da Revista à‰poca, uma pesquisa sobre de avaliação da administração federal, com o desempenho da presidenta Dilma Rousseff (PT) nos primeiros dias do seu segundo mandato.

Foram ouvidos 2.027 eleitores, em 152 municípios de 27 estados, entre os dias 21 a 27 de janeiro de 2015, sendo portanto uma pesquisa de caráter nacional.

Segundo o levantamento, 41,6% aprovam a administração da presidenta Dilma, 52,8% desaprovam, e 5,6% não sabe ou não opinou. Não há dados para comparação direta, mas é certo que a aprovação da administração vem caindo após a eleição para o segundo mandato.

Para 44% dos entrevistados, o segundo mandato da presidenta Dilma está pior do que se esperava, para 36,8% está igual e para somente 13,1% está melhor.

Entre os eleitores de Dilma no segundo turno das eleições ano passado, 74,2% repetiriam o voto, e 21,7% não repetiriam. Já entre os eleitores de Aécio Neves (PSDB) 93,4% repetiriam o voto, e somente 3,8% não repetiriam.

Como já era de se esperar com a chuva de denúncias de corrupção na Petrobras, junto com medidas impopulares de aumento de impostos e taxas públicas, restrição ao seguro desemprego e outras; o segundo mandato da presidenta Dilma decepciona e é desaprovado pela maioria da população.

Resta saber se a presidenta e sua equipe terão forças para retomar a iniciativa e o protagonismo político, caso contrário a turbulência só deve aumentar.

Além da Paraná Pesquisas, o Datafolha também sondou a aprovação de Dilma no último fim de semana (clique aqui).

Veja a seguir a íntegra da pesquisa: Leia mais