4 de dezembro de 2015
por esmael
7 Comentários

Líder do PMDB ameaçado pelo “golpe do golpe” na Câmara

O deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ), líder do partido na Câmara, tem a prerrogativa de indicar os 8 membros da especial destinada a dar parecer pela continuidade ou não do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT). Mas ele corre o risco de cair neste fim de semana.

Picciani é da ala peemedebista favorável à petista e bastante próximo ao Palácio do Planalto, logo ele tende a indicar para a comissão parlamentares contrários ao impedimento.

Entretanto, a banda que quer tocar o horror é liderada pelo presidente da Casa, Eduardo Cunha (RJ), que, por óbvio, pretende indicar correligionários favoráveis ao impeachment de Dilma.

Qual a solução para o impasse? Para os golpistas ligados a Cunha, a solução seria destituir Picciani da liderança partidária. Ou seja, dar um golpe interno para garantir outro golpe maior em Dilma.

O PMDB tem até às 14h da próxima segunda (7) para definir os oito deputados que integrarão a comissão especial.