6 de agosto de 2014
por esmael
33 Comentários

Richa sacrifica ensino médio em Pato Branco para reduzir gastos

Um comunicado de março, mas que foi mantido em sigilo até agora, da Secretaria de Estado da Educação (SEED) do governo do Paraná determina o fechamento das turmas de ensino médio noturno no tradicional Colégio La Salle de Pato Branco. A justificativa seria de que a demanda é reduzida, visto que há somente! 100 alunos divididos em três turmas. Qualquer profissional de educação sabe que uma turma com mais de 30 alunos não pode ser considerada pequena.

O Blog do Esmael vem noticiando há tempos o abandono da educação pública no governo Beto Richa. O tucano enfrentou uma greve e diversos protestos pela maneira como a área vem sendo administrada. Já houve até falta de merenda em escolas. Trata-se mais um desdobramento do “choque de gestão” do governo Beto Richa, ou seja, com o fechamento das salas de aula reduz-se o quadro de professores. No comunicado há também a orientação para que o valor do aluguel seja renegociado e reduzido. ! Dessa forma, o governo tenta cumprir o limite prudencial (gasto em folha) previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal, sem o qual fica impedido de obter empréstimos.

O Colégio La Salle Pato Branco é fruto de parceria, na qual a Associação de Pais e Mestres é responsável pelo corpo docente e pela manutenção da escola e a Rede La Salle contribui, cedendo o edifício e prestando apoio pedagógico e formativo à  comunidade educativa.

Leia aqui o fac símile do comunicado da SEED:

http://s3.amazonaws.com/static.esmaelmorais.com.br/wp-content/uploads/2014/08/20123949/CE-La-Salle.pdf

Leia mais

12 de abril de 2014
por esmael
54 Comentários

Depois de reunião no NRE, diretora de escola nega falta de merenda

Luiza Kupchak, diretora do Colégio Estadual de Pato Branco, município do Sudoeste, foi chamada à s falas ontem (11) no Núcleo Regional de Ensino (NRE) para explicar o “vazamento” de informação sobre falta de merenda na escola. “Nossa escola é exemplar, nunca faltou alimento, muito menos fornecemos merenda vencida”, disse ao blog a educadora.

Depois da reunião com o NRE, a diretora do CE Pato Branco emitiu uma nota de esclarecimento, que eu reproduzo abaixo. No entanto, fontes do blog na cidade reafirmaram as dificuldades com a merenda na escola (clique aqui).

Outras escolas, como a Ibaiti, na região Norte Pioneiro, não há como contestar, pois a fonte da notícia é o próprio site oficial da Prefeitura.

A situação periclitante nos 19 colégios agrícolas também é fato concreto e não houve quem contraditasse.

A seguir, leia a íntegra da nota de esclarecimento da diretora Luiza Kupchak:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Com intuito de esclarecer a publicação de 11 de abril de 2014 do blog do Esmael, informamos que recebemos a primeira remessa da merenda escolar deste ano letivo, no dia 20 de março de 2014, e até esta data a merenda preparada para os alunos era com alimentos recebidos na última remessa de 2013.

Ressaltamos, que em nenhum momento suspendemos a merenda para os alunos e muito menos servimos merenda vencida, diferente do que foi publicado na postagem a respeito dessa escola, pois nesta Instituição de Ensino há um controle rigoroso com as datas de validade dos alimentos e com a qualidade da merenda preparada, que é servida diariamente aos alunos.

Agradecemos e solicitamos que seja feita a devida correção da informação publicada anteriormente.

Aproveitamos e nos colocamos a disposição para futuros esclarecimentos.

Pato Branco, 11 de abril de 2014.

Atenciosamente,
Luiza Kupchak
Diretora CE de Pato Branco

Leia mais