9 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Vídeo game do ‘Bolsomito’ ensina a matar gays, feministas e sem-terra

Vídeo game do ‘Bolsomito’ ensina a matar gays, feministas e sem-terra

Uma empresa que desenvolve jogos eletrônicos criou um game inspirado no candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL). No jogo chamado “Bolsomito 2k18” o objetivo é matar gays, feministas e membros do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). ... 

Leia mais

18 de março de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Mais uma pérola de Bolsonaro: leite de ornitorrinco da Amazônia

Mais uma pérola de Bolsonaro: leite de ornitorrinco da Amazônia


Não é só a truculência, o autoritarismo, o machismo e a xenofobia que caracterizam o pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL). A falta de noção da realidade também é notável. A última pérola do deputado fluminense foi publicada em seu twitter. Ele fala do leite de ornitorrinco(!) como parte da biodiversidade amazônica. ... 

Leia mais

14 de março de 2016
por Esmael Morais
29 Comentários

Manifestações consagraram Bolsonaro, diz pesquisa realizada na Paulista

O instituto Paraná Pesquisas realizou sondagem ontem (13) na Avenida Paulista, em São Paulo, para saber a intenção de voto dos coxinhas à Presidência da República.

De acordo com o levantamento, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) já funga no cangote dos tucanos Aécio Neves, Geraldo Alckmin e José Serra.

Entre os coxinhas, frise-se, Bolsonaro fica em segundo lugar em três cenários possíveis enfrentando os tucanos.

Numa primeira hipótese, Aécio tem 29%, Bolsonaro 16% e Marina 12%; noutra simulação, Alckmin tem 27%, Bolsonaro 15% e Marina 12%; no terceiro confronto com os tucanos, Serra tem 22%, Bolsonaro 16% e Marina 14%.

A Paraná Pesquisa entrevistou ontem 1.200 pessoas na hora do protesto.

Ou seja, a despolitização do movimento anti-Dilma, anti-PT e anti-Lula, da qual a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) aborda em sua coluna semanal no Blog do Esmael, nesta segunda-feira (14), está dando margem ao sepultamento das aspirações tucanas e criando um monstro de extrema-direita chamado Bolsonaro.

A exemplo de 2013, quando a Globo promoveu cruzada contra os partidos e sindicatos, o ódio destilado na telinha se voltou contra si. Black blocs escolheram a própria TV como alvo de sua ira.

Nunca é demais recordar que os tucanos Aécio e Alckmin foram esculachados na marcha dos coxinhas. Trataram-nos de “vagabundos”, “oportunistas” e “corruptos”. Saíram sob vaias de um público que julgavam “seu”, mas não o é.

Nem mesmo o queridinho do momento, juiz Sérgio Moro, alvo do puxa-saquismo editorial da emissora dos Marinhos, sobreviveria ao “Bolsomito” criado pelo discurso neofascista.

Resumo da ópera, segundo um provérbio espanhol: cri Leia mais