Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

3 de outubro de 2014
por esmael
3 Comentários

Requião convoca entrevista coletiva inédita à s 16 horas pela TV 15

O senador Roberto Requião convocou pelo Twitter blogueiros e imprensa para uma inédita entrevista coletiva, nesta sexta-feira (3), à s 16 horas, pela TV 15 -- a sua televisão caseira na internet; peemedebista deverá denunciar existência de caixa dois! na campanha do tucano Beto Richa, abordar o quiproquó no mocó que funcionava a "fábrica de maldades" do PSDB, estourada ontem pela polícia, e desmascarar as pesquisas ao Palácio Iguaçu; Blog do Esmael vai retransmitir ao vivo a coletiva; acompanhe aqui.

O senador Roberto Requião convocou pelo Twitter blogueiros e imprensa para uma inédita entrevista coletiva, nesta sexta-feira (3), à s 16 horas, pela TV 15 — a sua televisão caseira na internet; peemedebista deverá denunciar existência de caixa dois! na campanha do tucano Beto Richa, abordar o quiproquó no mocó que funcionava a “fábrica de maldades” do PSDB, estourada ontem pela polícia, e desmascarar as pesquisas ao Palácio Iguaçu; Blog do Esmael vai retransmitir ao vivo a coletiva; acompanhe aqui.

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do Paraná, nesta sexta-feira (3), concederá entrevista coletiva à s 16 horas pela TV 15 (www.requiaopmdb.com.br) — a sua televisão caseira na internet. à‰ a primeira vez no país que um candidato utiliza a web para atender à  imprensa e aos internautas. O aviso foi dado pelo Twitter: Leia mais

8 de abril de 2014
por esmael
12 Comentários

Lula defende retomada ‘com muita força’ da regulação da mídia no país

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta terça-feira (8), em São Paulo, durante entrevista coletiva a blogueiros, em quase três horas e meia, que o PT e o governo Dilma Rousseff vão retomar o projeto de regulação da mídia no país.

“Nós vamos ter que retomar com muita força essa história da regulação dos meios de comunicação”, disse. O ex-presidente também ressaltou a aprovação do Marco Civil da Internet. “Há 50 meses atrás nenhum de vocês acreditava que nós aprovaríamos Marco Civil”.

Segundo Lula, foi preciso aparecer um Edward Snowden, pivô dos escândalos que abalaram a comunidade de espionagem americana, para que avançasse a aprovação do Marco Civil.

Lula defendeu a realização da Copa do Mundo e a construção de estádios no país. “O Brasil que não tinha nenhum estádio. Hoje terá dois estádios competitivos”.

“A dívida do Corinthians não é com o BNDES, é com a Odebrecht. Ela que tem que pagar o banco”, observou.

O ex-presidente também criticou o Supremo Tribunal Federal (STF) e setores da mídia que, nas palavras dele, têm dois pesos e duas medidas. “Enquanto pediam um julgamento de forca para o Zé Dirceu, agora defendem um julgamento civilizado para o outro lado (tucano)”, comparou.

Lula não se furtou em falar sobre o caso André Vargas: “Ele tem que explicar para a sociedade, porque não tem sentido. Ele é vice-presidente de uma instituição importante, a Câmara dos Deputados, e eu acho que quando você está num cargo desse, você tem que ser exemplo. Eu espero que ele consiga provar e convencer a sociedade que não tem nada além da viagem [com o doleiro Alberto Youssef], o que já é um erro. Eu espero, eu torço, porque quem paga o pato é o PT”.

O ex-presidente também pediu aos entrevistadores que contribuam para “acabar com essa boataria toda” de “Volta, Lula” e cravou apoio à  reeleição da presidente Dilma Rousseff: “Ela é disparadamente a melhor pessoa para ganhar as eleições”, disse. “Eu já cumpri minha tarefa, já me dou por realizado”, acrescentou.

Esta foi a segunda vez que Lula concedeu entrevista coletiva a blogueiros. A primeiro ocorreu em 2010, quando ele ainda estava na Presidência da República.

A seguir, leia os principais tópicos e respostas de Lula na entrevista:

PETROBRAS – Sobre a Petrobras, o petista mencionou interesses políticos de quem quer criar a CPI no Congresso – gente que “nunca quis criar CPI, para nada” – e afirma que “não adianta comparar” o valor que a empresa tem hoje e durante o governo FHC. “Se ela vale R$ 98 bilhões hoje, ela valia R$ 15 bilhões durante o governo FHC”, lembrou Lula. “O que as pessoas não aceitam? Que a gente fez o regime de partilha”, acrescentou, sobre o modelo de extração de