20 de novembro de 2015
por Esmael Morais
17 Comentários

Jornal Gazeta do Povo leva quase 100 anos para descobrir que é um “blog”

Fundado em fevereiro de 1919, o tradicional jornal curitibano Gazeta do Povo dará um salto para a migração do papel para a plataforma digital.

Em comunicado enviado a assinantes, o jornal da família Cunha Pereira informa que a versão impressa deixará de circular aos domingos. No entanto, uma edição “fim de semana” chegará aos leitores mais cedo — nos sábados.

Para compensar a falta de papel aos leitores, o jornal oferece em contrapartida “acesso ilimitado a todas as plataformas digitais, com informações atualizadas em tempo real”. Ou seja, a Gazeta do Povo levou quase 100 anos para descobrir que é um “blog”.

O tamanho do jornal impresso Gazeta do Povo também vai diminuir, isto é, o formato do papel (provavelmente, será relançado no formato Berliner ou Germânico).

A edição deste domingo (22) do jornal Gazeta do Povo promete explicar direito aos leitores essa mudança de conceito, ou seja, sobre essa migração “lenta, gradual e segura” do papel para a plataforma digital total.

É de conhecimento de todos que as publicações impressas tendem a desaparecer em todo o mundo. A primeira grande a ser extinta na versão papel foi a revista norte-americana Newsweek, uma espécie de Veja dos Estados Unidos, que, no final de 2012, migrou totalmente para a plataforma digital após 80 anos.

Nos meios jornalísticos e publicitários, inclusive, há uma tabela prevendo a “morte” de jornais e revistas em todo planeta. O deadline (linha da morte ou prazo final) ocorrerá primeiro nos Estados Unidos (2017), Canadá e Noruega (2020). No Brasil, o papel resistirá até 2027 (clique aqui para ler mais sobre isso).

Voltemos à vaca fria, ou seja, à conversão do jornal Gazeta do Povo num “blog”.

Segundo informações obtidas pelo Blog do Esmael, o impresso da família Cunha Pereira há tempos entrou em colapso. Opera no vermelho porque perdeu como sócio a família Lemanski. Portanto, somente os Cunha Pereira fazem aporte financeiro da RPC TV (afiliada à Globo), que seria superavitária, para a Gazeta do Povo tal qual ela é hoje (versão impressa).

A migração total da plataforma offline (papel) para online (digital), com certeza, reduzirá custos com logística de distribuição e insumos (papel, tinta, etc.), além de aposentar as rotativas e eliminar mão de obra secular.

O problema é que não se faz jornalismo sem jornalistas. O histórico da Gazeta do Leia mais

24 de julho de 2015
por Esmael Morais
9 Comentários

“CPI do Isopor” pode cassar prefeito de Cornélio Procópio, principal aliado de Ratinho Júnior no interior do Paraná

Ratinho Júnior, do PSC, poderá ficar desfalcado para 2018 numa das principais cidades do Norte Pioneiro; CPI do Isopor poderá recomendar a cassação do prefeito Fred Alves.

Ratinho Júnior, do PSC, poderá ficar desfalcado para 2018 numa das principais cidades do Norte Pioneiro; CPI do Isopor poderá recomendar a cassação do prefeito Fred Alves.

O prefeito do município de Cornélio Procópio, Fred Alves (PSC), poderá ser cassado pela Câmara Municipal se comprovada a irregularidade na compra de caixas de isopor durante o Carnaval deste ano. ... 

Leia mais

12 de julho de 2015
por Esmael Morais
1 Comentário

Blog do Esmael comemora sucesso no lançamento do ‘Caderno Cascavel’

cascavel_laisO lançamento da parceria entre os blogs Esmael Morais e Laís Laíny, na noite da última sexta-feira (10), reuniu boa parte do mundo político de Cascavel.

A parceria consiste na troca de conteúdos que serão disponibilizados gratuitamente aos internautas.

Com o foco nos bastidores da política, os dois blogueiros inauguram um novo tempo do jornalismo colaborativo, complementar e compartilhável. Leia mais

29 de novembro de 2014
por Esmael Morais
3 Comentários

STF: ‘Manifestação do pensamento não pode ser restringida’

via Conjurcelso.jpg

A decisão judicial que impede um meio de comunicação, inclusive em ambiente digital, de publicar críticas a uma pessoa pública é um ato de censura e viola decisão do Supremo Tribunal Federal.

No julgamento da ADPF 130/DF, a corte concluiu que a liberdade de manifestação do pensamento não pode ser restringida por censura estatal, ainda que praticada em sede jurisdicional.

Seguindo esse entendimento, o ministro do STF Celso de Mello deferiu liminar suspendendo uma ordem judicial que proibiu um jornalista de publicar em seu blog profissional comentários sobre um ex-presidente do Goiás Esporte Clube.

Para o ministro, a decisão é uma censura estatal e viola a Constituição. Leia mais