23 de março de 2017
por esmael
3 Comentários

Blogueiro relata detalhes do sequestro que sofreu a mando de Sérgio Moro

O jornalista Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania, faz um emocionado e detalhado relato do sequestro que sofreu na terça (21) a mando do juiz Sérgio Moro. “Não é mais juiz, é parte de um litígio”, opina o blogueiro, que acusa do magistrado de ter quebrado seu sigilo telefônico para descobrir a fonte de suas notícias.

6 de março de 2016
por esmael
15 Comentários

Blogs livres realizam ato em São Paulo contra a “Vaza Jato” e putaria da Globo

O Sindicato dos Jornalistas de São Paulo (Sindijor-SP) será palco nesta segunda-feira, dia 7, de um ato de blogs livres a favor da liberdade de expressão e contra a “Vaza Jato” do juiz Sérgio Moro.

O Blog do Esmael vai transmitir o evento ao vivo para o Brasil e o mundo a partir das 19 horas.

O encontro de amanhã à noite reunirá jornalistas, blogueiros, artistas, intelectuais, partidos políticos, parlamentares e entidades da sociedade civil.

Dentre os convidados estão: Roberto Requião (PMDB-PR); Jandira Feghali (PCdoB-RJ); Paulo Pimenta (PT-RS); Camila Marques (Artigo 19); Rosane Bertotti (FNDC); Celso Schröder (Fenaj); e Lindbergh Farias (PT-RJ).

O objetivo original do ato era a defesa da liberdade de expressão e contra a tentativa da Rede Globo de censurar blogs e mídias alternativas, mas deverá ser encorpado devido ao sequestro de Lula e à tentativa de golpe jurídico-midiático na última sexta-feira (4).

No entendimento dos participantes, a ação do magistrado converteu-se em perigo ao Estado Democrático de Direito ao permitir o sequestro do ex-presidente Lula e se aliar à Globo pelo golpe que visa destituir a presidente Dilma Rousseff.

Também será objeto de debate a denúncia de que o blogueiro Eduardo Guimarães, titular do Blog da Cidadania, de São Paulo, apontado pela Globo como “responsável” pelo vazamento da 24ª fase da operação “Vaza Jato”.

Até dona Ciroba sabe que a turma da “Vaza Jato” trabalha em parceria com os barões da velha mídia, isto é, com os donos da Globo, Veja, IstoÉ, Estadão, Folha, etc. Prova disso é que esses veículos de comunicação chegam na ocorrência antes mesmo que os policiais.

Resumo da ópera: A Globo está de putaria em cima do Edu.

A seguir, leia matéria do jornalista Rodrigo Viana (Escrevinhador):

DEPOIS DO SEQUESTRO DE LULA, LAVA-JATO E GLOBO AGORA USAM “VAZAMENTOS” PARA ATACAR BLOGUEIROS E ATINGIR INSTITUTO

Sonho da família Marinho é colocar a PF pra perseguir blogueiros. Estão preparando novo ataque. Moro e Lava-Jato viraram partido conservador, que põe em risco a democracia.

por Rodrigo Vianna, no portal da Revista Fórum

Todo brasileiro medianamente informado sabe que a Lava-Jato (além de a

27 de junho de 2015
por esmael
13 Comentários

UTC doou mais a Aécio que a Dilma em 2014, mas velha mídia esconde

Por Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania

aecio_dilmaQuem lê os principais jornais dando conta de que a UTC doou 7,5 milhões de reais à campanha de Dilma Rousseff fica com a impressão de que há, aí, uma grande descoberta e que a presidente foi especialmente beneficiada por essa empresa. Nada mais falso.

Em primeiro lugar, se esses grandes veículos fizessem jornalismo deveriam esclarecer que essa empresa doou inclusive mais dinheiro à campanha de Aécio Neves no ano passado do que à de Dilma Rousseff.

Levantamento feito pelo site Às Claras, ligado à ONG Transparência Brasil, mostra que a UTC doou R$ 8.722.566,00 para a campanha a presidente de Aécio Neves, no ano passado. O valor é R$ 1,22 milhão superior ao valor doado à campanha de Dilma Rousseff na mesma época.

Diz o noticiário que Pessoa sentiu-se pressionado a doar a Dilma e ao PT porque tinha medo de que, se não doasse, o governo petista prejudicaria seus negócios. A pergunta que é obrigatório fazer, diante de tal acusação, é muito simples: por que Aécio, sem pressionar, recebeu mais do que Dilma?

Uma campanha recebeu 7,5 milhões de reais do empresário porque o intimidou e a outra – que, conforme a omissão do noticiário em citá-la, subentende-se que não intimidou – recebe 8,7 milhões de reais.

A primeira doação decorre de chantagem e a segunda de “amor” ao candidato?

Ora, façam-me o favor…

midia_pt

Mas o pior não é isso. Uma simples busca na internet revela que essa celeuma que dominou a grande mídia a partir da última sexta-feira (26) por conta das “novas” revelações de Ricardo Pessoa, da UTC, não tem a menor justificativa porque é matéria requentada.

Os três maiores jornais do país (Folha, Globo e Estadão) publicaram, neste sábado (27/06), praticamente a mesma matéria sobre o tema, inclusive com manchetes praticamente idênticas. Desse modo, tomemos como exemplo a matéria da Folha, que afirma que “Revelações de empreiteiro ampliam pressão sobre o PT”.

22 de agosto de 2014
por esmael
7 Comentários

Coluna do Ricardo Mac Donald: “Corrupção, burocracia ou ambos?”

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta-feira, volta ao tema corrupção e burocracia na máquina pública brasileira; capitão do time do prefeito Gustavo Fruet, colunista cita artigo professor Claudio de Moura Castro, Doutor por Yale, publicado na última revista Veja; "Nada a acrescentar", afirma o capitão do time do prefeito Gustavo Fruet; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta-feira, volta ao tema corrupção e burocracia na máquina pública brasileira; capitão do time do prefeito Gustavo Fruet, colunista cita artigo professor Claudio de Moura Castro, Doutor por Yale, publicado na última revista Veja; “Nada a acrescentar”, afirma o capitão do time do prefeito Gustavo Fruet; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald*

Peço licença para interromper a série A Superestrutura do Estado! para trazer alguns trechos do ótimo artigo escrito pelo professor Claudio de Moura Castro, Doutor por Yale, publicado na última revista Veja. Leia mais

21 de abril de 2014
por esmael
12 Comentários

Barbosa criou “lei” para só ele ser carrasco de Dirceu

do Brasil 247
O blogueiro Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania, publica nesta segunda-feira (21) artigo em que revela que o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, emitiu, um dia antes da prisão do ex-ministro José Dirceu, em 14 de novembro do ano passado, uma resolução, em que se coloca como uma espécie de carcereiro eterno do petista. Na determinação que criou, Barbosa definiu que o relator ficará responsável pela execução penal dos condenados “até o fim de suas penas”.

Abaixo o texto na íntegra:

Barbosa emitiu resolução! para se tornar carcereiro eterno de Dirceu

No mesmo feriado prolongado em que foi expedida a ordem de prisão de José Dirceu ele se entregou na sede da Polícia Federal em São Paulo. Em 17 de novembro de 2013, por volta das 19 horas, o ex-ministro cruzou os umbrais de uma época de sofrimentos que lhe passariam a ser impostos por alguém que se converteria em uma combinação de carcereiro e verdugo: o presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa.

Sem razões pessoais conhecidas para odiar Dirceu, só há uma explicação para a conduta que o presidente do STF tem adotado ao fazer o possível, o improvável e até o impossível para manter esse condenado pela Justiça atrás das grades a despeito de sua condenação lhe facultar o regime semiaberto: Barbosa segue um plano minuciosamente urdido para não apenas gerar efeitos políticos com essas execuções penais, mas para torturar, acima de qualquer outro, um político que talvez tenha os inimigos mais poderosos que qualquer outro político brasileiro já teve na história recente.

O plano contra os alvos principais da Ação Penal 470, vulgo Julgamento do mensalão, começa a ganhar forma quando se analisa a execução das penas dos condenados do mensalão. O ex-presidente do PT José Genoino figura na documentação como número 1, a execução de Dirceu é a número 2 e a de Delúbio Soares, número 3. Os demais condenados foram identificados em seguida.

Mas a evidência mais clara de que Barbosa planejou cuidar pessoalmente para que as penas desses três fossem o mais duras possível reside em um casuísmo inédito na história da Justiça brasileira. Um dia antes de decretar a prisão de Dirceu e Genoino, entre outros, Barbosa criou uma nova classe processual para executar suas penas.