Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

23 de fevereiro de 2016
por esmael
97 Comentários

Fracassa panelaço da oposição durante programa televisivo do PT

lula_panelacoNem mesmo o governador Beto Richa (PSDB) participou do panelaço desta noite, organizado pela oposição, em Curitiba, durante a veiculação do programa do PT em rede nacional de rádio e televisão.

Um dos poucos a bater panela no centro da capital paranaense foi repreendido pela vizinhança. Houve princípio de tumultuo e a polícia chegou a ser acionada, mas ninguém foi preso.

No Paraná, há uma particularidade nos protestos anti-PT. Se antes os tucanos eram grandes entusiastas das manifestações contra a presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, agora estão de barbas de molho.

28 de setembro de 2015
por admin
20 Comentários

Deputado Francischini, o Batman, leva “sabugada” em resposta da UFPR

francischini_ufpr_ricardoO deputado federal Fernando Francischini (SD), o Batman, nesta segunda-feira (28), levou uma “sabugada” em resposta ao um “pedido de informações” sobre a existência de um curso de Direito para beneficiários da Reforma Agrária. Coube ao diretor do Setor de Ciências Jurídicas da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Ricardo Marcelo Fonseca, dirimir as dúvidas do deputado-morcego, que raciocina politicamente de ponta-cabeça — exatamente como um setor da sociedade enxerga “doutrinação política” em qualquer iniciativa de cunho social promovida pelo Estado Brasileiro.

O “pedido de informações” emitido por Francischini por si só já entrega as reais intenções do parlamentar quando ele questiona a realização de um curso de Direito “com 60 vagas exclusivas para integrantes do MST”.

Trata-se, na realidade, de uma turma de Direito para beneficiários da Reforma Agrária, o que é bem diferente. Pois, como esclarece o professor Ricardo no ofício, “o problema da Reforma Agrária no Brasil é secular, é grave e é muito anterior à própria crianção do MST – que é somente um dos movimentos sociais, dentre tantos, que existem em função da premente questão fundiária no Brasil”.

11 de dezembro de 2014
por esmael
30 Comentários

Lula reage contra ‘criminalização’ do PT

via Brasil 247
lula

O ato estava programado para deflagrar os preparativos do 5!º. Congresso do PT, em junho, mas acabou sendo uma reação do partido à s investidas da oposição contra a presidente Dilma Rousseff !“ alvo de pregações de impeachment e cassação de diploma !“ e da responsabilização do PT pela corrupção na Petrobrás. Entre 500 e 600 pessoas lotaram o auditório da LBV, na noite de quarta-feira em Brasília, com o espírito guerreiro de outros tempos, interrompendo os oradores com aplausos e palavras de ordem. Quase todos saíram com um adesivo para colocar no carro: Dilma, mexeu com ela, mexeu comigo!. Mas foi Lula que incendiou a militância com um discurso enérgico contra o que chamou de criminalização do partido!.

23 de novembro de 2014
por esmael
60 Comentários

Radicalismo pró-golpe de Veja reforça opção Requião para as Comunicações

requiao_vejaQuem não se lembra da capa da revista Veja, edição de 25 de maio de 2011, na qual calculava que os estádios ficariam prontos somente em 2038? Seria tranquilo, se o semanário tivesse apenas errado na matemática. Mas não foi como se pôde verificar nas edições seguintes em que o esforço era para incriminar Dilma Rousseff. A tentativa era !“ e é — derrubar a presidenta democraticamente reeleita em 26 de outubro. Leia mais

15 de novembro de 2014
por esmael
34 Comentários

Gazeta do Povo na campanha pelo impeachment de Dilma?

gazeta_golpe.jpg“Meia dúzia de gatos pingados”, informou um orelha seca do Blog do Esmael que acompanhou de perto um segundo protesto pelo impeachment da presidenta Dilma em Curitiba. Leia mais

28 de julho de 2014
por esmael
7 Comentários

Dilma sobre Santander: Inadmissível, lamentável!

via Brasil 247

A presidente Dilma Rousseff classificou como “inadmissível” e “lamentável” a atitude do banco Santander, que emitiu um comunicado aos clientes de alta renda alertando para o risco à  economia brasileira, caso Dilma vença as eleições. “à‰ inadmissível, lamentável, para qualquer candidato”, afirmou a presidente, durante sabatina promovida por Folha, Uol, SBT e Jovem Pan.

Dilma disse que terá “atitude bastante clara em relação ao banco” e afirmou ter considerado o pedido de desculpas da instituição como “bastante protocolar”. Questionada se pretendia processar o banco, respondeu que irá “conversar primeiro” a respeito. “Eu conheço bastante bem o CEO do banco, pretendo conversar a respeito”, acrescentou, sobre o presidente mundial, Emilio Botín, que é recebido com frequência no Palácio do Planalto.

No comunicado, o Santander disse que a reeleição da Dilma seria prejudicial à  economia. No pedido de desculpas, afirmou: “a instituição pede desculpas aos seus clientes e acrescenta que estão sendo tomadas as providências para assegurar que nenhum comunicado dê margem a interpretações diversas dessa orientação”. Emilio Botín tentou minimizar a responsabilidade da instituição: “não foi o banco, foi um analista” (leia aqui).

Privatização

Ao falar sobre economia, afirmou que “a inflação ficará abaixo do limite superior da meta, numa trajetória decrescente”. Questionada se admitia erros na área econômica, e que se por isso promoveria mudanças, disse que não se faz mudanças porque errou, mas porque “precisa sempre querer alterar e melhorar as coisas que faz”.

A presidente atribuiu a “jogo político” o fato de o PSDB apontar que o governo do PT promove privatizações. “O que nós fizemos é concessão, eles [os prestadores de serviço] têm prazo para devolver. à‰ por isso que as pessoas se equivocam. Ninguém pode achar que [o serviço] é da pessoa eternamente, ao fim do prazo eles me devolvem. Privatização não existe devolução”.

Rejeição

Dilma atribuiu a rejeição ao seu governo, especialmente no estado de São Paulo, ao “desconhecimento” sobre muitos programas realizados pelo governo federal. E acrescentou que pretende “esclarecer bastante” o eleitorado durante o horário político eleitoral, a partir de agosto. Ela lembrou que outros candidatos a presidente, em eleições passadas, tinham índice similar de rejeição nesse período da campanha. Segundo o último Datafolha, divulgada na semana

15 de março de 2014
por esmael
18 Comentários

Sem provas e em “off”, Veja aponta regalia de Dirceu; mídia continua agindo como partido anti-PT

do Brasil 247 A revista Veja, que já invadiu um quarto de hotel em Brasília, numa operação feita em parceria com o bicheiro Carlos Cachoeira, entrega, neste fim de semana, mais uma armação jornalística a seus leitores, com o objetivo de manipular o Poder Judiciário. O alvo, mais uma vez, é o ex-ministro José Dirceu, por quem Veja nutre um estranho fascínio, tantas as capas que lhe foram dedicadas. Desta vez, a reportagem trata de supostos privilégios que Dirceu estaria recebendo na Papuda.

Em resumo, os privilégios seriam picanha, lanches do McDonald’s, visitas fora de horário e acesso a um podólogo, para tratar uma unha encravada. As provas… bem, as provas, elas não existem. Todo o texto de Veja está ancorado em declarações em “off” de supostos servidores da Papuda. Ou seja: supostas fontes que se mantêm no anonimato. “Nas últimas semanas, VEJA ouviu funcionários da Papuda que, sob a condição de anonimato, revelaram detalhes do regime especial a que estão submetidos os mensaleiros. ‘Aqui já teve até picanha e peixada feitas exclusivamente pra eles’, conta um servidor”, diz um trecho da reportagem.

Notícias desse naipe, sem nenhuma comprovação factual, atingem seus objetivos. Foi a suspeita de uso de um celular no presídio, lançada na imprensa mas negada por uma sindicância interna, que impediu a análise do pedido de trabalho externo de José Dirceu. Foi também uma nota sobre uma feijoada o argumento usado pelo juiz Bruno Ribeiro, filho de um dirigente do PSDB no Distrito Federal, para mandar Delúbio Soares de volta para a Papuda.

Com a capa desta semana, Veja tem alguns objetivos. Um deles é garantir a volta de José Genoino à  prisão. “Numa conversa entreouvida por um servidor, um médico que atendia Genoino revelou ter escutado do próprio petista a admissão de que deixara de tomar alguns remédios para provocar uma arritmia cardíaca e, assim, poder pleitear a prisão domiciliar”, diz Veja. A prova? Mais uma vez, uma “conversa entreouvida”.

No caso de Dirceu, o que move a publicação é mais grave. Veja pretende manipular a Justiça para que um réu condenado ao semiaberto e recentemente inocentado da acusação de formação de quadrilha seja enviado a um presídio de segurança máxima !“ o que contraria a própria decisão do Supremo Tribunal Federal. “A Justiça está analisando um pedido do Ministério Público para que, diante da impossibilidade de controlar os privilégios concedidos aos mensaleiros pelo governo petista de Brasília, todos eles sejam transferidos para um presídio federal.”

Nos próximos dias, o Brasil saberá se uma reportagem da insuspeita Veja, em off, será acolhida como prova pelo Poder Judiciário. Esculhambação? Sim, esculhambação total.