3 de agosto de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Coligação MDB-PT-PCdoB emperra no Paraná por divergências na chapa proporcional

Coligação MDB-PT-PCdoB emperra no Paraná por divergências na chapa proporcional

O senador Roberto Requião reuniu numa mesa de café, esta manhã, dirigentes do MDB, PT e PCdoB para discutir a formação de uma frente de esquerda no Paraná. Entretanto, a coligação não prosperou [ainda] porque houve divergências acerca da composição da chapa proporcional. ... 

Leia mais

24 de fevereiro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em URGENTE: PT decide lançar chapa completa no Paraná

URGENTE: PT decide lançar chapa completa no Paraná

O Partido dos Trabalhadores, seção Paraná, resolveu neste sábado (24), em reunião do diretório estadual, que lançará chapa completa para a disputa eleitoral de outubro, qual seja, para o governo do estado, Senado, Câmara e Assembleia Legislativa. ... 

Leia mais

29 de fevereiro de 2016
por admin
4 Comentários

Vanhoni será o Secretário de Cultura, Esporte e Lazer de Piraquara

O ex-deputado federal Angelo Vanhoni (PT) vai assumir a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer do Município de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba.

Vanhoni tem ampla experiência e militância na área da Cultura. Ele  presidiu a Comissão de Educação e Cultura na Câmara dos Deputados e chegou a ser cotado para assumir o Ministério da Cultura. O convite para a pasta partiu do prefeito Marcus Tesserolli (PDT), o Marquinhos.

“Além de contribuir a frente da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, Vanhoni vai ser um verdadeiro embaixador para cuidar dos interesses da cidade junto ao governo federal”, destacou Marquinhos.

Vanhoni foi vereador de Curitiba, deputado estadual e federal e candidato a prefeitura da capital em três oportunidades. Participou decisivamente da elaboração do Sistema Nacional de Cultura e foi o relator do Plano Nacional de Educação, que estabeleceu metas para a área até 2020.

Com informações da Prefeitura de Piraquara

Leia mais

18 de novembro de 2015
por Esmael Morais
13 Comentários

Deputado Toninho deixa o PT. Ângelo Vanhoni entra no aquecimento

toninho_vanhoniO deputado federal Toninho Wandscheer, em nota oficial, anunciou nesta quarta-feira (18) que desfiliou-se do Partido dos Trabalhadores (PT).

No comunicado, Toninho não deixa claro qual será o seu destino partidário.

Especula-se que o ex-petista esteja embarcando na canoa do PROS, cuja sigla é controlada no Paraná pelo seu filho Tiago Henrique Wandscheer.

Pelo sim pelo não, o primeiro suplente do PT Ângelo Vanhoni entrou em aquecimento. O ex-deputado poderá requerer a vaga, caso o partido não o faça.

No entanto, Toninho Wandscheer pulou fora do barco petista amparado numa liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) que restabeleceu 30 dias para a migração de parlamentares para novos partidos.

Como o PROS já não é partido novo, pois fora registrado em 2013, a Rede já tem “dono”, a legenda mais recente que recebeu chancela do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é o Partido da Mulher Brasileira (PMB).

A seguir, leia a íntegra da nota oficial de Toninho Wandscheer: Leia mais

6 de outubro de 2015
por Esmael Morais
2 Comentários

Reunião “secreta” do PT define Veneri à Prefeitura de Curitiba; Vanhoni e Mirian de olho na Câmara Municipal

tadeu_vanhoni_mirianOs principais cardeais do PT da capital paranaense se reunirão às 17 horas, nesta quarta-feira (7), em lugar incerto e não sabido, para discutir o rompimento com o prefeito Gustavo Fruet (PDT). ... 

Leia mais

11 de maio de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

PT de Curitiba debate ‘rompimento ou não’ com Fruet no dia 23 de maio

fruet_pt_2016

O Partido dos Trabalhadores iniciará, no próximo dia 23 de maio, em Curitiba, às discussões sobre o possível rompimento com a gestão do prefeito Gustavo Fruet (PDT).

Os petistas curitibanos debaterão as teses pré-5º Congresso municipal do partido. A instância não tem poder de decisão, mas sinalizará o rumo que a legenda tomará nas eleições de 2016.

Se prevalecer a tendência pelo rompimento com Fruet, ideia que hoje tem forte apelo na agremiação, o PT necessariamente lançará candidatura própria à Prefeitura de Curitiba.

Além da atual vice-prefeita Mirian Gonçalves, entre os petistas se discute ainda os nomes do ex-deputado federal Ângelo Vanhoni, da senadora Gleisi Hoffmann e do deputado estadual Tadeu Veneri. Leia mais

13 de novembro de 2014
por Esmael Morais
15 Comentários

PT x PT: Militantes de cultura publicam manifesto questionando gestão da Fundação Cultural de Curitiba

acorda.jpg

Foi lançado nesta quinta-feira (13) um manifesto cobrando promessas de campanha do prefeito Gustavo Fruet (PDT) para área da cultura e criticando a gestão da Fundação Cultural de Curtitba (FCC), encabeçada pelo petista Marcos Cordiolli.

Chamado de Não é só por 1%! em uma referência à  promessa de aplicação de 1% do orçamento municipal na área, o texto é assinado por artistas e militantes da cultura e das artes de Curitiba, muitos deles filiados ao próprio PT.

As críticas à  gestão de Cordiolli na FCC não são novidade. Os! artistas, trabalhadores e militantes da área não escondem a decepção! com a gestão da cultura, das artes e do patrimônio municipal. A falta de verbas para financiar projetos é um dos motivos, mas não é o único. O texto fala em! crise! administrativa e inépcia da atual gestão da Fundação.

O que se comenta é que a administração! petista na FCC é lenta e antidemocrática, o que seria inclusive um dos motivos da baixa votação do deputado federal Angelo Vanhoni (PT), que não conseguiu se reeleger; pois os gestores da Fundação são militantes do seu grupo político, e os desmandos na área teriam causado um forte estrago na base que lhe foi fiel por mais de duas décadas.

O Manifesto Não é só por 1%! está publicado no endereço acordaculturacuritiba.com! e está aberto a adesões pela internet. Lá é possível conferir quem já aderiu. Leia mais

7 de julho de 2014
por Esmael Morais
16 Comentários

Candidato ao Senado, Marcelo Almeida faz peregrinação espiritual na Itália

Peregrinação antes das eleições tem sido muito comum entre candidatos paranaenses; empresário Marcelo Almeida, candidato ao Senado, visita na Itália o papa Francisco, novo farol ideológico no PMDB; petistas à‚ngelo Vanhoni e Gleisi Hoffmann, ambos místicos, também fizeram retiros espirituais em passado recente.

Peregrinação antes das eleições tem sido muito comum entre candidatos paranaenses; empresário Marcelo Almeida, candidato ao Senado, visita na Itália o papa Francisco, novo farol ideológico no PMDB; petistas à‚ngelo Vanhoni e Gleisi Hoffmann, ambos místicos, também fizeram retiros espirituais em passado recente.

O empresário Marcelo Almeida, candidato do PMDB ao Senado, foi peça fundamental para o senador Roberto Requião ganhar a convenção do partido. Isto não é novidade. Fato novo é que o rapaz tomou chá de sumiço, escafedeu-se.  ... 

Leia mais

22 de junho de 2014
por Esmael Morais
36 Comentários

Em conversa com Lula, Requião sugere petista Enio Verri na vice do PMDB

Requião telefonou ontem para o ex-presidente Lula sugerindo a vice para o deputado Enio Verri; em resposta à  articulação, ex-secretário do Planejamento afirmou ser um soldado do partido!; peemedebista recebeu ontem, em sua casa, comitiva do PCdoB liderada por Gomyde e pelo ministro Aldo Rebelo; os comunistas já fecharam coligação diante compromisso de ajuda para eleger um deputado vermelho!; não comparecimento do PT na convenção do aliado PDT irritou Osmar Dias, que abriu negociações com o candidato peemedebista; proposta de coligação também foi levada à  deputada Rosane Ferreira, do PV, que tem até o próximo dia 30 de junho para decidir; arco de aliança pretendido pelo senador do PMDB seria formado pelo PT, PDT, PCdoB e PV.

Requião telefonou ontem para o ex-presidente Lula sugerindo a vice para o deputado Enio Verri; em resposta à  articulação, ex-secretário do Planejamento afirmou ser um soldado do partido!; peemedebista recebeu ontem, em sua casa, comitiva do PCdoB liderada por Gomyde e pelo ministro Aldo Rebelo; os comunistas já fecharam coligação diante compromisso de ajuda para eleger um deputado vermelho!; não comparecimento do PT na convenção do aliado PDT irritou Osmar Dias, que abriu negociações com o candidato peemedebista; proposta de coligação também foi levada à  deputada Rosane Ferreira, do PV, que tem até o próximo dia 30 de junho para decidir; arco de aliança pretendido pelo senador do PMDB seria formado pelo PT, PDT, PCdoB e PV.

O senador Roberto Requião, candidato ao governo do Paraná, busca armar palanque com PV, PCdoB, PDT e PT. Neste fim de semana, o peemedebista telefonou para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sugerindo o nome do deputado e presidente estadual do PT, Enio Verri, para ser o vice na sua chapa e o também deputado à‚ngelo Vanhoni para a coordenação geral da campanha. ... 

Leia mais

4 de junho de 2014
por Esmael Morais
3 Comentários

Câmara conclui Plano Nacional de Educação que segue à  sanção presidencial

via Agência Brasil

A Câmara dos Deputados concluiu na terça-feira (3) a votação dos destaques do Plano Nacional de Educação (PNE), aprovado na semana passada. O plenário rejeitou os destaques que questionavam artigo relacionado ao financiamento da educação e decidiu que as instituições privadas serão beneficiadas pelo aumento gradativo da participação da educação pública, nos próximos dez anos, até alcançar o equivalente a 10% do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas e bens produzidos no país). O texto agora segue para sanção presidencial.

O PNE estabelece 20 metas a serem cumpridas nos próximos dez anos. Entre as diretrizes, estão a erradicação do analfabetismo; o aumento de vagas em creches, no ensino médio, no ensino profissionalizante e nas universidades públicas; a universalização do atendimento escolar para crianças de 4 a 5 anos; e a oferta de ensino em tempo integral para, pelo menos, 25% dos alunos da educação básica.

Segundo o plano, o investimento em educação crescerá paulatinamente até 2024, atingindo o equivalente a 10% do PIB ao ano !” quase o dobro do praticado atualmente (5,3%). Em 2019, no quinto ano de vigência do plano, o valor já deve estar em 7%.

Após ser sancionado pela presidenta Dilma Rousseff, estados e municípios terão prazo de um ano para elaborar seus respectivos planos de educação, tendo como base o texto federal.

Plano nacional vai revolucionar educação do país, diz Vanhoni

O relator do PNE, deputado à‚ngelo Vanhoni (PT), disse que a proposta vai revolucionar a educação no país nos próximos anos. O PNE estabelece 20 metas a serem cumpridas nos próximos dez anos. Entre as diretrizes, estão a erradicação do analfabetismo; o aumento de vagas em creches, no ensino médio, no profissionalizante e nas universidades públicas; a universalização do atendimento escolar para crianças de 4 a 5 anos e a oferta de ensino em tempo integral para, pelo menos, 25% dos alunos da educação básica.

Segundo Vanhoni, em pelo menos dois pontos o PNE já deve causar mudanças profundas na educação: a inclusão de todas as crianças de 4 a 5 anos nas escolas e a valorização do magistério.

Nós sabemos que investindo na base do processo educacional garantimos a permanência das crianças e damos mais qualidade para o sistema educacional brasileiro!, disse o deputado, que lembrou que o plano também determina o aumento da oferta de ensino integral. Uma aspiração antiga da nossa socie Leia mais

29 de maio de 2014
por Esmael Morais
3 Comentários

Câmara aprova texto-base do Plano Nacional de Educação

Com a galeria tomada por estudantes, professores e trabalhadores da educação, a Câmara dos Deputados aprovou ontem! (28), por unanimidade, o texto-base do projeto que institui o Plano Nacional de Educação (PNE). O Plano estabelece 20 metas a serem cumpridas nos próximos dez anos. Entre as diretrizes, estão a erradicação do analfabetismo; o aumento de vagas em creches, no ensino médio, no profissionalizante e nas universidades públicas; a universalização do atendimento escolar para crianças de 4 a 5 anos e a oferta de ensino em tempo integral para, pelo menos, 25% dos alunos da educação básica. O plano destina também 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a educação !“ atualmente são investidos menos de 6% do PIB.

De acordo com o relator, à‚ngelo Vanhoni (PT-PR), a educação integral é a meta mais revolucionária do PNE.!  Em países desenvolvidos, os pais levam os alunos à  escola à s 7h da manhã e pegam à s 17h. Isso porque a grade curricular, os sistemas municipais de ensino, contam com os conteúdos básicos !“ matemática, português, história, etc !“ e aulas de reforço no período da tarde, com tempo de sobra ainda para aulas de música, dança!, comparou.

A presidenta da União Nacional dos Estudantes (UNE), Virgínia Barros, afirmou que a aprovação do PNE! significa democratização do acesso à  universidade, erradicação do analfabetismo, qualidade da educação básica e valorização do professor. O Brasil finalmente tem um projeto transformador para sua educação, que deverá estar conectada com os desafios maiores de nossa nação!! destacou Virgínia.

A comissão especial da Câmara que debatia a proposta aprovou a meta de atingir a aplicação de 10% do PIB em educação pública ao final dos dez anos, conforme versão aprovada pela Casa em 2012. O texto do Senado previa que os recursos também poderiam ser utilizados em isenção fiscal e em subsídios a programas de financiamento estudantil.

Nas galerias da Câmara, estudantes, professores e profissionais de educação seguravam cartazes e pediam a aprovação do PNE. Os manifestantes foram autorizados a acompanhar a votação no plenário e comemoraram o resultado sob os gritos de 10% do PIB para educação!.

A votação do texto-base foi uma maneira de ganhar tempo na negociação dos temas considerados polêmicos como o que trata do financiamento da educação. O tema vai ser debatido novamente na próxima semana quando os deputados devem votar os destaques ao texto.

Outro ponto a ser debatido é a possibilidade de a União ter de complementar recursos de estados, Distrito Federal e municípios se estes não atingirem o montante necessário para cumprir padrões de qualidade na educação, concei Leia mais

21 de maio de 2014
por Esmael Morais
37 Comentários

Greca prevê: “Vai dar Requião na convenção do PMDB”

Ex-prefeito curitibano Rafael Greca prevê vitória folgada de Requião na convenção estadual do PMDB, em junho, porque os delegados veem perspectiva concreta de poder!; Greca afirmou que Richa não gosta de disputar eleição, por isso tenta retirar os adversários de outras legendas, citado o caso de Fruet, ainda no PMDB, em 2004, e seu próprio caso em 2012 no qual o tucano "se deu mal"; peemedebista descartou concorrer à  vice na chapa de Requião, bem como à  Assembleia, e bateu pesado na gestão de Fruet.

Ex-prefeito curitibano Rafael Greca prevê vitória folgada de Requião na convenção estadual do PMDB, em junho, porque os delegados veem perspectiva concreta de poder!; Greca afirmou que Richa não gosta de disputar eleição, por isso tenta retirar os adversários de outras legendas, citado o caso de Fruet, ainda no PMDB, em 2004, e seu próprio caso em 2012 no qual o tucano “se deu mal”; peemedebista descartou concorrer à  vice na chapa de Requião, bem como à  Assembleia, e bateu pesado na gestão de Fruet.

O ex-prefeito de Curitiba, Rafael Greca, ao Blog do Esmael, nesta quarta (21), afirmou que os delegados do PMDB não se venderão na convenção estadual, no próximo dia 20 de junho, “porque veem perspectiva concreta de poder com o senador Roberto Requião”. ... 

Leia mais

25 de março de 2014
por Esmael Morais
32 Comentários

à‰ guerra. Mirian Gonçalves convoca equipe para enfrentar Fruet em 2016

Ninguém consegue mais esconder que Fruet e sua vice, Mirian Gonçalves, não conseguem comungar na mesma missa; eles racharam politicamente, a ponto de não ter mais volta; a advogada trabalhista cometeu o pecado! de ficar ao lado dos trabalhadores e servidores municipais nas greves da semana passada que reivindicam melhores salários; gustavistas viram nisso alta traição! e já falam em demiti-la da Secretaria Municipal do Trabalho; para intensificar a luta interna, no PT, escalam nomes ligados ao casal ministerial para substituí-la no cargo; a vice não deixou por menos, segundo uma fidedigna fonte no PT, ao convocar equipe para desenhar campanha a prefeita de Curitiba contra Gustavo Fruet; a guerra está apenas começando e envolve figurões petistas.

Ninguém consegue mais esconder que Fruet e sua vice, Mirian Gonçalves, não conseguem comungar na mesma missa; eles racharam politicamente, a ponto de não ter mais volta; a advogada trabalhista cometeu o pecado! de ficar ao lado dos trabalhadores e servidores municipais nas greves da semana passada que reivindicam melhores salários; gustavistas viram nisso alta traição! e já falam em demiti-la da Secretaria Municipal do Trabalho; para intensificar a luta interna, no PT, escalam nomes ligados ao casal ministerial para substituí-la no cargo; a vice não deixou por menos, segundo uma fidedigna fonte no PT, ao convocar equipe para desenhar campanha a prefeita de Curitiba contra Gustavo Fruet; a guerra está apenas começando e envolve figurões petistas.

Que a advogada Mirian Gonçalves não é a vice dos sonhos do prefeito Gustavo Fruet, do PDT, nem da ala do PT ligada aos ministros Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann, todo mundo já sabe.  ... 

Leia mais

18 de fevereiro de 2014
por Esmael Morais
15 Comentários

Guerra interna: Vanhoni desautoriza presidente do PT e elogia Fruet

A guerra intestina do PT de Curitiba ganhou novo capítulo no início desta noite com a intervenção do deputado federal à‚ngelo Vanhoni. Antes, ainda pela manhã, o blog registrou que o presidente municipal do partido na capital, Natalino Bastos, distribuiu Nota Oficial à  imprensa declarando guerra ao prefeito Gustavo Fruet, do PDT.

Também em nota, Vanhoni não só defendeu a nomeação do ativista Igor Martini para a Secretaria Municipal dos Direitos Humanos como aplaudiu a criação da nova estrutura. “Nosso partido deve parabenizar o prefeito e a atual gestão pela criação desta coordenadoria”, pontuou o parlamentar.

O deputado Vanhoni disse que a atitude de Fruet foi progressista, que vai ao encontro à  visão programática expressa em inúmeros documentos partidários.

“Caro presidente Natalino, o aplauso, se confirmado, a indicação do Sr. Igor Martini, no meu entendimento deve ser duplo, porque o Prefeito convida, além de um membro do PT, um militante reconhecido não só em Curitiba”.

A guerra interna no PT curitibano é reflexo do Processo Eleitoral Direto (PED) que deixou feridas abertas ainda não cicatrizadas.

Natalino Bastos foi eleito com o apoio do vice-presidente da Câmara, André Vargas, e da vice-prefeita Mirian Gonçalves. O candidato preferido de Vanhoni e da senadora Gleisi Hoffmann, o Zuquinha, perdeu naquele pleito.

Mais do que espaço para o PT no governo municipal, como expressa a nota oficial do presidente Natalino, o imbróglio interno tem a ver com 2016. O tiro disparado hoje contra Fruet — acidental ou não — soou como um chamado para a briga.

A nota de Vanhoni, desta noite, significou uma tentativa de “pano quente” ao desautorizar o presidente da sigla petista na capital. “Parabéns Gustavo Fruet, a democracia e os direitos humanos te saúdam”, escreveu o deputado.

A seguir, leia a íntegra da nota de à‚ngelo Vanhoni:

Prezado Presidente Natalino,

Tomei conhecimento pela imprensa, a respeito da possível nomeação de um quadro do nosso Partido para coordenar as atividades de um órgão recém criado na estrutura municipal, com a finalidade de estruturar a política de direitos humanos do nosso município.

Em primeiro lugar nosso partido deve parabenizar o prefeito e a atual gestão, pela criação desta coordenadoria. Sabemos o quanto essa atitude do Prefeito Gustavo Fruet tem de progressista, indo ao encontro a visão programática expressa em inúmeros documentos partidários.

Caro Presidente Natalino, o aplauso, se confirmado, a indicação do Sr. Igor Martini, no meu entendimento deve ser duplo, porque o Prefeito convida, além de um membro do PT, um militante reconhecido não só em Curitiba, mas também em nosso país pelo seu compromisso pelas políticas de estado que devem promover os direitos humanos em uma sociedade tão complexa e dividida como a nossa.

Parabéns Gustavo Fruet, a democracia e os direitos humanos te saúdam.

Angelo Vanhoni
Deputado Federal do PT-PR

Leia mais

17 de dezembro de 2013
por admin
19 Comentários

Racha no PT de Curitiba ameaça campanha de Gleisi Hoffmann

A confusão foi grande na primeira reunião do recém-eleito diretório municipal do Partido dos Trabalhadores de Curitiba. O encontro de ontem à  noite, que aconteceu na sede estadual da agremiação, tinha como objetivo escolher os membros da executiva municipal. Mas o desfecho foi bem diferente. Os petistas da capital racharam mais ainda, o que pode comprometer a campanha da ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, na corrida pelo governo do Paraná.

Natalino Bastos, presidente eleito da sigla, homem de confiança do vereador Pedro Paulo e do deputado federal André Vargas, foi colocado à  prova e não conseguiu construir um acordo político capaz de acomodar os interesses dos agrupamentos que atuam no PT curitibano.

Parte dos membros do diretório das tendências internas Construindo Um Novo Brasil (CNB), ligada ao deputado federal à‚ngelo Vanhoni e a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e a Democracia Socialista (DS), do deputado federal Dr. Rosinha, abandonaram a reunião por entenderem que o método aprovado pelo plenário na escolha da executiva não seguia a tradição adotada historicamente pelo partido: o princípio da proporcionalidade direta.

No Processo de Eleições Diretas (PED) do último dia 10 de novembro, a chapa sem cabeça O Partido que Muda o Brasil e Curitiba! obteve a maioria de votos, tendo assim conquistado, segundo a tradição petista, a prerrogativa de fazer as primeiras indicações dos cargos considerados estratégicos no partido. Entretanto, reclamam os petistas preteridos, a nova maioria circunstancial composta por parte da CNB de Pedro Paulo, André Vargas e da vice-prefeita de Curitiba, Mirian Gonçalves, além das tendências O Trabalho, Militância Socialista e Articulação de Esquerda, bancaram no pleno do diretório votar quem dentre os membros deveriam ocupar os postos de direção executiva!.

De acordo com o estatuto do partido, dizem os petistas que abandonaram a reunião, a escolha da executiva é feita pelo pleno do diretório, mas tem tido ao logo dos anos um caráter mais homologatório, uma vez que são priorizados acordos políticos para as indicações.

O diretório nacional do partido, por sua vez, orienta a adoção do critério da proporcionalidade direta onde não forem possíveis acordos de composição.

O grupo que constitui hoje a maioria no partido prosseguiu com a votação dos membros da executiva apesar da saída da reunião daqueles que não concordaram com o método de escolha. A ala que se sentiu prejudicada prometeu ainda, em documento lido durante a reunião, recorrer aos diretórios estadual e nacional para a anulação da eleição de ontem.

De fato, tal situação de desacordo abre um processo de guerra interna no partido. Para alguns, o que está em jogo nessa disputa pela direção do PT é a eleição de 2016. A vice-prefeita Mirian, uma das patrocinado Leia mais

16 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
9 Comentários

Nos bastidores, petistas travam batalha pela Câmara Federal

Vanhoni e Luizão, da corrente CNB, podem protagonizar uma das mais "emocionantes" batalhas pelos votos da região metropolitana de Curitiba rumo à  Câmara Federal; outro que corre por fora é o sindicalista Denílson Pestana.

Vanhoni e Luizão, da corrente CNB, podem protagonizar uma das mais “emocionantes” batalhas pelos votos da região metropolitana de Curitiba rumo à  Câmara Federal; outro que corre por fora é o sindicalista Denílson Pestana.

O deputado federal à‚ngelo Vanhoni é tido como um dos possíveis puxadores de voto na chapa proporcional do PT em 2014. Estima-se que ele vá liderar o batalhão de frente, haja vista seu trabalho na Câmara com o Plano Nacional de Educação (PNE) e em virtude de espaços que abriu na administração do prefeito Gustavo Fruet (PDT), em Curitiba. ... 

Leia mais

7 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
7 Comentários

Requião dá o troco e oferece vice ao PT

Roberto Requião, pelo Twitter, neste sábado, disse que se não vier a ser candidato ao governo do Paraná os petistas Vanhoni ou Welter seriam bons vices para o peemedebista Caito Quintana; comentário seria troco à  insinuação do deputado André Vargas de que deputado sudoestino seria bom vice de Gleisi, caso ele não se viabilizasse candidato ao Palácio Iguaçu; ironia à  parte, na tríplice fronteira, hoje pela manhã, militantes do PMDB lançaram oficialmente a campanha Volta, Requião!!; na semana que vem, senador promoverá série de encontros na região Sudoeste.

Roberto Requião, pelo Twitter, neste sábado, disse que se não vier a ser candidato ao governo do Paraná os petistas Vanhoni ou Welter seriam bons vices para o peemedebista Caito Quintana; comentário seria troco à  insinuação do deputado André Vargas de que deputado sudoestino seria bom vice de Gleisi, caso ele não se viabilizasse candidato ao Palácio Iguaçu; ironia à  parte, na tríplice fronteira, hoje pela manhã, militantes do PMDB lançaram oficialmente a campanha Volta, Requião!!; na semana que vem, senador promoverá série de encontros na região Sudoeste.

O senador Roberto Requião, que percorre o trecho pela candidatura própria do PMDB, pelo Twitter, ironicamente, retribuiu a “gentileza” do deputado André Vargas, porta-voz da ministra Gleisi Hoffmann, candidata do PT ao governo do Paraná: ... 

Leia mais

10 de novembro de 2013
por Esmael Morais
2 Comentários

“Vou ganhar o diretório de Curitiba”, prevê André Vargas

José Alves Afonso Filho, o Zuca, tem a simpatia do deputado à‚ngelo Vanhoni e dos ministros Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann; de acordo com André Vargas, Zuca vai disputar segundo turno do PED, no próximo dia 24 de novembro, com Natalino Bastos, candidato de seu grupo político na capital; "Vou ganhar o diretório de Curitiba", prevê o vice-presidente da Câmara, a menos de três horas para o encerramento das votações.

José Alves Afonso Filho, o Zuca, tem a simpatia do deputado à‚ngelo Vanhoni e dos ministros Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann; de acordo com André Vargas, Zuca vai disputar segundo turno do PED, no próximo dia 24 de novembro, com Natalino Bastos, candidato de seu grupo político na capital; “Vou ganhar o diretório de Curitiba”, prevê o vice-presidente da Câmara, a menos de três horas para o encerramento das votações.

O deputado federal André Vargas, vice-presidente da Câmara e colunista deste blog, mostra-se bastante otimista com o Processo de Eleição Direta (PED) realizado neste domingo (10). ... 

Leia mais

25 de setembro de 2013
por Esmael Morais
6 Comentários

CCJ do Senado aprova 10% do PIB no Plano Nacional da Educação

da Agência SenadoO projeto de lei que institui o Plano Nacional de Educação (PNE) avançou mais uma etapa em sua tramitação no Senado. A matéria foi aprovada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) nesta quarta-feira (25). O texto, que exige a destinação, até o final do período de 10 anos, de pelo menos 10% do Produto Interno Bruto (PIB) para a educação , será examinado agora na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), última etapa antes da votação em Plenário.

Apresentado pelo governo, o projeto !“ que tramita no Senado como PLC 103/2012 !“ possui 14 artigos e 20 metas. O plano tem duração prevista de 10 anos e tem entre suas diretrizes a erradicação do analfabetismo e a universalização (garantia de acesso) do atendimento escolar.

Um dos principais destaques da proposta é a Meta 20, na qual se determina que, ao final dos dez anos de vigência do plano, os investimentos públicos em educação terão de representar no mínimo 10% do PIB. Inicialmente, o objetivo do governo era chegar a 7%, mas esse percentual foi elevado para 10% durante a tramitação da matéria na Câmara dos Deputados.

Alunos especiais

Um dos obstáculos à  votação da matéria na CCJ era o impasse em torno da Meta 4, que visa garantir o acesso à  educação básica para os estudantes com deficiência (os alunos especiais) de 4 a 17 anos. O impasse surgiu após a tramitação do projeto na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde o texto foi aprovado com modificações.

Após negociações com o Ministério da Educação e entidades que se dedicam a essas crianças e adolescentes, como a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), o relator do projeto na CCJ, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), chegou ao texto aprovado nesta quarta-feira. Vital é presidente da CCJ.

Na redação dada à  Meta 4, pela CAE, os repasses do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) à s instituições que oferecem ensino especial (enquanto substitutas da escola regular) seriam encerrados em 2016, o que gerou diversos protestos. Vital retirou essa previsão, Leia mais