17 de Maio de 2017
por esmael
1 Comentário

Agentes penitenciários deflagram greve contra a reforma da previdência

Os 3,4 mil agentes penitenciários entrarão em greve contra a reforma da previdência nos dias 20, 21 e 22 de maio no sistema prisional do Paraná. O movimento tende a se expandir pelo país, haja vista que as centrais sindicais prometem marchar sobre Brasília, na semana que vem, com mais de 100 mil pessoas.

22 de julho de 2015
por esmael
21 Comentários

Com descaso do governo Beto Richa, advogados pagam pela troca de telhas em cadeia do Paraná

cadeia

Um grupo de advogados criminalistas de Cascavel, região Oeste do Paraná, está fazendo pela 15ª Subdivisão Policial o que governador Beto Richa (PSDB) não faz: bancando a troca das telhas do cadeião para garantir condições mínimas aos presos.

Um dos advogados, Luciano Katarinhuk, explica que a decisão foi tomada por que estava chovendo muito dentro das celas. “Está chovendo mais dentro do que fora. A comunidade, no senso comum, entende que não tem que investir, mas todo preso um vai voltar para a sociedade; e do jeito que está, ele vai voltar pior do que entrou”, afirmou.

O advogado até comparou a estrutura da 15ª Subdivisão Policial com a do zoológico da cidade. “A cadeia é uma bomba relógio no centro da cidade, uma fábrica de ódio. Até os bichos do zoológico tem mais espaço, já na cadeia tem 40 onde cabem seis. É preciso ter bom senso”.

24 de junho de 2015
por esmael
10 Comentários

Governo do Estado “sujo” na praça faz Sindicato pagar pelo papel de identidades funcionais

porteUma das bandeiras dos agentes penitenciários em busca da sua segurança pessoal é o porte de arma fora do local de trabalho. Nos últimos dez anos, cerca de 15 agentes penitenciários foram assassinados fora do expediente no Paraná.

A autorização do porte de arma para esses profissionais foi estabelecida há um ano, mediante alteração do estatuto do desarmamento aprovada pelo Congresso e sancionada pela presidenta Dilma Rousseff (PT). Desde então o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná vem lutando contra a burocracia e a incompetência do governo do Estado para que o direito conquistado se concretize.

Entre idas e vindas, a diretoria do Sindarspen identificou uma questão, digamos, burocrática que estava inviabilizando o porte. É que a confecção das identidades funcionais dos agentes, a cargo da Secretaria de Segurança Pública do Estado, estava travada pois o fornecimento do papel foi cancelado por falta de pagamento.

Ao tomar conhecimento do “problema”, o Sindarspen comprou o material, arcando com os valores.

25 de Maio de 2015
por esmael
17 Comentários

Semana começa com mais adesões à greve geral contra Beto Richa

balancoOs professores e servidores da rede pública de ensino e das universidades estaduais estão entrando na quinta semana de greve, enquanto outras categorias do funcionalismo público estadual vão aderindo ao movimento que já é uma greve geral dos servidores do Estado.

A bandeira que unifica as categorias é a reposição da data-base de 8,17%, mas cada categoria tem pautas próprias. A expectativa é que o governador Beto Richa (PSDB) encaminhe uma mensagem para a Assembleia Legislativa hoje ou amanhã.

Com o apoio da bancada do PSC ao reajuste pleiteado pelos servidores, a margem de negociação do governo deve se limitar a tentar aprovar o parcelamento do índice. Porém, a notícia de que o Tribunal de Justiça (TJ) vai conceder reajuste de 8,17% a todo os servidores concursados, comissionados e aposentados do Judiciário Estadual, retroativos a 1º de maio de 2015, deve acirrar os ânimos e fortalecer a mobilização dos grevistas.

24 de Maio de 2015
por esmael
11 Comentários

Agentes penitenciários reforçam a greve geral contra Beto Richa

agentesOs agentes penitenciários do Paraná reforçam a greve dos professores e servidores do estado desde sábado (23). A paralisação é por tempo indeterminado. De acordo com o Sindicato dos Agentes Penitenciário do Paraná, 100% das unidades prisionais aderiram ao movimento. A reivindicação dos agentes é o cumprimento da data-base com 8,17% de reposição salarial, além de medidas efetivas que garantam a segurança dentro e fora das unidades.

Com a paralisação, os agentes se unem aos professores e servidores da rede pública de ensino e das universidades estaduais que completam quatro semanas em greve. Na segunda-feira (25) entram em greve os servidores das secretarias de Agricultura e Meio Ambiente, além dos servidores da parte administrativa das penitenciárias estaduais. Esse contingente de braços cruzados representa aproximadamente 80% do serviço público estadual.

20 de Maio de 2015
por esmael
14 Comentários

Agentes penitenciários decidem por greve geral na luta da data-base

sindarspenOs agentes penitenciários do Paraná deliberaram por greve geral no Sistema Penitenciário em protesto contra a falta de segurança, dentro e fora dos presídios, e também pela luta da data-base de 8,17% dos servidores públicos. A decisão foi tomada nesta terça-feira (19), em assembleia gral da categoria, em Guarapuava. A greve dos agentes inicia no próximo sábado (23) e não tem data para terminar.

13 de Maio de 2015
por esmael
19 Comentários

Agentes penitenciários denunciam “2º massacre” do governo Beto Richa

agentesOs agentes penitenciários que participaram das manifestações contra o confisco da previdência dos servidores por parte do governador Beto Richa (PSDB), em particular do massacre do dia 29 de abril, começaram a ser perseguidos pelo Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), órgão da Secretaria de Segurança Pública do Estado.

Ou seja, não bastou o ataque covarde autorizado pelo governdor tucano em que mais de 200 servidores ficaram feridos. Richa agora quer enfraquecer sua representatividade intimidando-os, para que não possam se mobilizar contra novas injustiças por parte do governo.

Em um dos casos denunciados ao Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen), um trabalhador que integrava a Divisão de Operações de Segurança, foi retirado do grupo de ações táticas e colocado à disposição do Depen, depois que seu chefe imediato viu sua foto durante a manifestação.

26 de Abril de 2015
por esmael
46 Comentários

Agentes penitenciários vão proteger professoras na Assembleia

agentes_previdenciaOs agentes penitenciários do Paraná, acostumados aos estresses de motins e rebeliões nos presídios, estarão na linha de frente das manifestações de professores e funcionários da educação básica e universitária em greve contra o confisco da poupança previdenciária pelo governador Beto Richa (PSDB).

Na primeira tentativa da Assembleia Legislativa em votar o pacotaço da maldade, que retirava direitos dos servidores públicos, em fevereiro último, os agentes penitenciários estiveram na vanguarda abrindo passagem para que os educadores ocupassem o plenário e as dependências do prédio.

De acordo com o Sindarspen, o Sindicato dos Agentes Penitenciários, a categoria decretou paralisação em todas as unidades prisionais do estado até quinta-feira (30). Só serão realizadas as atividades emergenciais, como distribuição da alimentação e movimentações em casos de emergências médicas e ordens judiciais.

1 de Abril de 2015
por esmael
28 Comentários

Coluna do Reinaldo Almeida César: “Maior feito na segurança de Richa foi a apreensão de mil borboletas”

Reinaldo Almeida César*

Agentes penitenciários no Paraná fizeram protestos, com pauta legítima que merece nosso integral apoio.

Querem apenas condição digna e segura de trabalho. Não suportam mais conviver com tantas ameaças de rebelião, chorando a morte de colegas assassinados brutalmente, dentro e fora de presídios.

Agentes penitenciários são imprescindíveis na administração da justiça criminal. A classe deveria ser fortalecida, prestigiada, bem remunerada pelo governo. Novos concursos, com oportunidades de capacitação na carreira, ao lado de investimentos e novas vagas no sistema penitenciário deveriam ser realizados. Fortalecer a Secretaria de Justiça seria imperativo.

Assim foi prometido pelo então candidato Beto Richa por duas vezes, no “Metas de Governo 2011-2014” e, quatro anos depois, em “Plano de Metas 2015-2018”.

Numa época em que a palavra da classe política anda tão combalida, o governador Beto Richa ameaça estender esta falta de crédito também para documentos lavrados em cartório, algo tão sagrado no nosso traço cultural, pela herança dos meirinhos de Portugal.

Pergunto, em jogo rápido: quantos novos presídios você viu o governador Beto Richa construindo e inaugurando?

A equação é dramática. Crescem os crimes violentos, a polícia se desdobra de maneira heróica, o Ministério Público e o Judiciário fazem sua parte. Resultado, novas massas de encarcerados, que se somam a milhares de tantos outros já privados de liberdade.

Isso sem contar que o Paraná tem 25 mil mandados de prisão em aberto, segundo dados recentes do CNJ. Entre eles, os de Marcio Lima, da Receita Estadual e o de Ernani Delicato, do DETO, celebridades nos malfeitos da organização criminosa do norte do Estado.

O sistema carcerário deve ser assunto de primeira grandeza. Somente o Estado tem o monopólio do julgamento e da privação da liberdade. É assim e tem sido desde o pacto social desenhado por Rousseau.

A grande maioria dos estados brasileiros adota o formato clássico da Secretaria de Justiça na condução do sistema penitenciário. Alguns já avançaram e criaram até mesmo uma pasta autônoma, uma Secretaria de Administração Penitenciária, pela importância que o setor encerra.

Aqui, tudo diferente. No apagar das luzes do ano passado, o governo surpreendeu, decidindo andar décadas em marcha ré, em alta velocidade. A novidade que apresentou foi colocar a administração penitenciária na já complexa Secretaria de Segurança Pública, tão sacrificada pelo estrangulamento do FUNESP e de seu orçamento.

Assim, enquanto assistimos os crimes violentos dispararem em Curitiba e no Paraná, caixas eletrônicos explodirem pelos ares, vigilantes bancários e taxistas serem covardemente assassinados e o comércio de Curitiba registrar um assalto a cada duas horas, os policiais do Paraná agora são obrigados a deixar suas atribuições legais de lado para se ocuparem do reforço do sistema penitenciário, em flagrante desvio de função, empregando tempo e energia em escolta e vigilância de presos, que nada tem a ver com a função policial.

Logo, menor presença de polícia nas ruas fazendo policiamento preventivo e menos polícia judiciária investigando.

Visitar as custódias desumanas nos distritos policiais do Paraná, significa se deparar com a visão dos círculos e fossos descritos no primeiro livro de Dante.

Nesta surpreendente mudança de rota, o governo acenou aos agentes penitenciários com uma falsa sensação de que

30 de Março de 2015
por esmael
2 Comentários

Paralisação dos Agentes Penitenciários vai até quarta-feira

sindarspenO Agentes Penitenciários do Paraná iniciaram hoje (30) um movimento de paralisação das atividades que deve durar até quarta-feira, dia 01. Eles protestam contra a morte de dois colegas ocorrida durante o mês de março.

No protesto, os agentes suspenderam todos as atividades dos presos como aulas, banho de sol e outras. Foram mantidas somente a alimentação e os atendimentos de emergência.

Segundo a vice-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen), Petruska Sviercoski, a adesão está sendo de 100% dos agentes; mesmo por que é necessário estabilizar o clima de tensão e insegurança dentro dos estabelecimentos penais.

A mobilização foi marcada após uma agente ter sido encontrado morto no sábado (28) em Colombo, com tiros na cabeça. Este foi o segundo Agente assassinado somente neste mês. No último dia 16, dois homens invadiram o Centro de Regime Semiaberto de Guarapuava e executaram outro agente com três tiros, durante o serviço.

19 de Março de 2015
por esmael
7 Comentários

Beto Richa enfrenta a 24ª rebelião de presos em um ano

pce.jpgTeve início no fim da tarde desta quinta-feira (19) mais uma rebelião no sistema penitenciário estadual, desta vez na Penitenciária Central do Estado em Piraquara. Dois agentes penitenciários foram feitos reféns. Esta é a 24ª em um ano no governo Beto Richa (PSDB). Leia mais

2 de Janeiro de 2015
por esmael
59 Comentários

Vaiado no dia da posse, Richa põe culpa de protesto de professores no governo federal; assista ao vídeo

richa_app_posse.jpgO governador Beto Richa (PSDB) acusou ontem (1) o protesto de professores do PPS, contra o calote nos salários, de ser um evento orquestrado pela CUT, PT e governo federal. O reempossado foi alvo de ensurdecedoras vaias em frente ao Palácio Iguaçu (clique aqui). Leia mais

1 de Janeiro de 2015
por esmael
26 Comentários

Beto Richa começa 2!º mandato com vaias de professores no Paraná

richa_vaias_profO governador Beto Richa (PSDB) foi recepcionado nesta quinta (1) com vaias e palavras de ordem em frente ao Palácio Iguaçu, em Curitiba, durante cerimônia de posse para o segundo mandato. Leia mais

31 de dezembro de 2014
por esmael
42 Comentários

Santa sacanagem, Batman: Richa também deu calote no salário dos agentes penitenciários

agentes_richaImagine a cena. O professor PSS saiu ontem à  tarde do município de Uniflor, no Noroeste, próximo a Maringá, rumo ao Litoral. Contava com o saque de seu salário quando chegasse a Curitiba, pois, mais adiante, precisaria de dinheiro para pagar o pedágio mais caro do mundo na praça de São José dos Pinhais. Não deu. O governo Beto Richa (PSDB) não depositou os vencimentos dos mestres contratados em regime especial. Aplicou mais um calote. Leia mais

23 de outubro de 2014
por esmael
7 Comentários

“Pacote de Richa para conter rebeliões brinca com vida dos agentes penitenciários”, acusa Sindicato

agentes_pacote_richa.jpg

Após o Jornal Gazeta do Povo publicar! uma matéria detalhando o pacotão penitenciário!, na edição desta quinta-feira (23),! a ser implementado pelo governo do Estado para conter as rebeliões no sistema penitenciário estadual, o Blog do Esmael foi ouvir os agentes penitenciários, que são os servidores que sofrem diretamente com as rebeliões. Somente em 2014, 46 agentes foram feitos reféns e diversos foram feridos nas 22 rebeliões registradas até hoje. Leia mais

22 de outubro de 2014
por esmael
16 Comentários

Agentes Penitenciários põem Richa contra a parede e exigem segurança

agentes.jpg

Cerca de 200 agentes penitenciários de todo o Estado fizeram na manhã de hoje (22) uma manifestação em frente ao Palácio Iguaçu, sede do governo do estadual. Eles pedem mais segurança nos presídios estaduais que só em 2014 já sofreram 22 rebeliões em que 46 agentes foram tomados como reféns. Leia mais

15 de outubro de 2014
por esmael
15 Comentários

“Modelo de gestão! para Aécio, Paraná de Richa tem rebelião com repercussão internacional

A rebelião na Penitenciária Industrial de Guarapuava foi destaque na mídia internacional com matérias nos jornais ingleses Independent e Mirror, na agência inglesa BBC e na TV Al Jazeera, do Catar. Matérias enfatizam crueldade dos rebelados em atear fogo e jogar reféns do telhado do presídio. à‰ o modelo de gestão do governador Beto Richa (PSDB), que vai servir ao seu correligionário Aécio Neves, caso seja eleito presidente no próximo dia 26. O destaque internacional já foi alcançado!

A rebelião na Penitenciária Industrial de Guarapuava foi destaque na mídia internacional com matérias nos jornais ingleses Independent e Mirror, na agência inglesa BBC e na TV Al Jazeera, do Catar. Matérias enfatizam crueldade dos rebelados em atear fogo e jogar reféns do telhado do presídio. à‰ o modelo de gestão do governador Beto Richa (PSDB), que vai servir ao seu correligionário Aécio Neves, caso seja eleito presidente no próximo dia 26. O destaque internacional enche os paranaenses de orgulho.

A rebelião na Penitenciária Industrial de Guarapuava (PIG), iniciada na segunda-feira (13) e encerrada na tarde de hoje, foi destaque na imprensa internacional com matérias em sites importantes, como o dos jornais ingleses Independent e Mirror, da agência inglesa BBC e da TV Al Jazeera, do Catar, entre outros. Leia mais

15 de outubro de 2014
por esmael
7 Comentários

“Choque de gestão”: Termina 21!ª rebelião deste ano no PR, mas terror e insegurança continuam; assista

Modelo de gestão! para o presidenciável Aécio Neves, o governo do Paraná parece que terá um refresco diante da 21!ª rebelião do ano no sistema carcerário estadual. A Polícia Militar selou acordo com os rebelados da Penitenciária Estadual de Guarapuava (PIG), na manhã de hoje (15), e os agentes penitenciários feitos reféns devem ser liberados em poucas horas. Mas, pelos relatos dos agentes e dos familiares dos presos, é só questão de dias para que novas revoltas aconteçam. Não há como esconder que o descaso do governo Beto Richa com o sistema penitenciário é a principal causa desses eventos de terror e violência. Abaixo, assista ao vídeo com reportagem produzida pela TV a cabo G Mais, de Guarapuava.

Modelo de gestão! para o presidenciável Aécio Neves, o governo do Paraná parece que terá um refresco diante da 21!ª rebelião do ano no sistema carcerário estadual. A Polícia Militar selou acordo com os rebelados da Penitenciária Estadual de Guarapuava (PIG), na manhã de hoje (15), e os agentes penitenciários feitos reféns devem ser liberados em poucas horas. Mas, pelos relatos dos agentes e dos familiares dos presos, é só questão de dias para que novas revoltas aconteçam. Não há como esconder que o descaso do governo Beto Richa com o sistema penitenciário é a principal causa desses eventos de terror e violência. Abaixo, assista ao vídeo com reportagem produzida pela TV a cabo G Mais, de Guarapuava.

Após cerca de 48 horas, parece que a rebelião na Penitenciária Estadual de Guarapuava (PIG) está chegando ao fim. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar anunciou nesta manhã ter selado um acordo com os rebelados que prevê a transferência de 28 presos. Somente após essa transferência se concretizar, os reféns serão liberados. Leia mais

14 de outubro de 2014
por esmael
47 Comentários

Gleisi: 21 rebeliões em presídios refletem o fracasso do governo Richa

Enquanto o governador do Paraná,! Beto Richa (PSDB), parece ignorar a rebelião iniciada ontem (13) na Penitenciária Industrial de Guarapuava, a senadora Gleisi Hoffmann emitiu uma nota manifestando solidariedade aos servidores envolvidos e aos familiares dos detentos, bem como cobrando explicações do governador.

Essa é a vigésima primeira rebelião ocorrida somente em 2014. As rebeliões acontecem, os presos são transferidos sem os critérios apropriados e vão disseminar a revolta para outras penitenciárias. E o governador reeleito está firme na campanha de seu correligionário, Aécio Neves, sem dar a mínima atenção ou prestar os esclarecimentos necessários diante desse quadro de terror.

Veja a seguir a nota da senadora Gleisi Hoffmann:! 

Nota da senadora Gleisi Hoffmann sobre a rebelião em Guarapuava

Detentos da Penitenciária Industrial de Guarapuava iniciaram nesta segunda-feira, 13, mais uma rebelião no Paraná. Trata-se da 21!ª rebelião de presos em 2014 no estado.

Além de Guarapuava, as cidades de Piraquara, Cruzeiro do Oeste, Cascavel, Foz do Iguaçu, Londrina, Telêmaco Borba, Santo Antônio da Platina, Ponta Grossa, Maringá, Francisco Beltrão e Curitiba registraram rebeliões neste ano, inclusive com detentos mortos e feridos. Apenas no último mês, foram foram cinco rebeliões.

As rebeliões são resultado de quatro anos em que o governo do Estado menosprezou o sistema penitenciário como fator importante para a segurança pública. Falta tratamento adequado aos detentos, respeito aos familiares e, principalmente, segurança aos agentes penitenciários e demais trabalhadores do sistema prisional. Há quatro anos o governador conhece a situação crítica dos presídios e vem tratando o tema burocraticamente.

Durante o período eleitoral, o governador chegou a afirmar que as rebeliões tinham cunho político e não refletiam o fracasso de sua gestão no trato da segurança pública. Será que o governador mantém seu posicionamento mesmo depois de sua reeleição?

14 de outubro de 2014
por esmael
17 Comentários

Vídeo mostra 21!ª rebelião em presídio do Paraná. Modelo para o país?

O vídeo acima é da G + Notícias, uma emissora de TV a cabo de Guarapuava, e mostra alguns trechos da rebelião inciada ontem (13) pela manhã.

A rebelião na Penitenciária Industral de Guarapuava (PIG) completou 24 horas sem perspectiva de desfecho. Doze agentes são mantidos como reféns; pelo menos dez pessoas foram feridas, entre eles um agente penitenciário. As reivindicações dos rebelados já foi encaminhada ao governo do Estado, mas o impasse continua.

Nesta terça-feira (14), um dia depois de o presidenciável tucano Aécio Neves passar pelo estado, onde é apoiado pelo governador Beto Richa, a pergunta que não quer calar é a seguinte: à‰ esse o tipo de modelo que o Paraná quer difundir ao Brasil? Em todas as aparições conjuntas, o mineiro fez questão de frisar que pretende copiar o modelo de gestão do correligionário paranaense.

Ainda durante a campanha do primeiro turno, quando várias rebeliões ocorreram por falta de condições de higiene e comida estragada nos presídios, Richa atribuía a crise aos oposicionistas. E agora que foi reeleito, cadê o governador?