Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

14 de junho de 2015
por esmael
20 Comentários

Álvaro dispara contra Richa: “impressão é de que o Paraná está de pernas para o ar”; assista ao vídeo

O senador Álvaro Dias, ícone do PSDB no Congresso Nacional, não compareceu na convenção estadual do PSDB do Paraná, neste domingo (14), em Curitiba. Ao Blog do Esmael, o tucano afirmou que fizera um roteiro pelo Oeste do estado e hoje estaria em Brasília.

Em entrevista à TV Tarobá, do município de Cascavel, o parlamentar do PSDB disparou contra o governador Beto Richa ao afirmar que a “impressão é de que o Paraná está de pernas para o ar”.

Assista ao vídeo

Álvaro parece não querer se misturar com a tropa do correligionário Beto Richa cujo governo se afunda em lama. Na semana que passou todos os chefes de fiscalização da Receita Estadual foram para a cadeira em virtude de corrupção.

De certa forma o senador foi “absolvido” do episódio de 30 de agosto de 1998, quando era governador, pois o massacre de 29 de abril, também contra os professores, autorizado por Richa, ganhou em dimensão e importância devido às redes sociais.

Em Brasília, fala-se que Álvaro Dias deixará o PSDB em breve. Ele flerta com o PMDB, mas tem no radar um novo partido. Sonha com o Palácio Iguaçu, mas, para isso precisa se diferenciar de Beto Richa. Portanto, o caro leitor não pode estranhar caso os dois tucanos voltem se bicar publicamente.

5 de novembro de 2014
por esmael
168 Comentários

Governo Richa repete àlvaro Dias ao massacrar professores no Paraná

richa_alvaro_professores.jpgO povo foi covardemente agredido na “Casa do Povo!, lamentou o deputado estadual Professor Lemos (PT), ao relatar o massacre ocorrido ontem (4) à  tarde na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) durante votação de lei que pôs fim à  eleição direta para diretor de escola. Leia mais

29 de agosto de 2014
por esmael
23 Comentários

Estudantes de todo o Estado protestam contra Alvaro Dias

Estudantes de 28 cidades paranaenses foram à s ruas nessa quinta-feira, 28 de agosto, numa mobilização pela Semana de Luta e Luto pela Educação, lembrando o dia 30 de agosto de 1988, quando o então governador do Estado, Alvaro Dias, mandou a Polícia Militar confrontar os professores no Centro Cívico com bombas, cassetetes e cavalaria. As atividades continuam hoje (29) com uma grande manifestação de professores e estudantes em Curitiba.

Simpatizantes da campanha de Ricardo Gomyde da Coligação Paraná Olhando Pra Frente, ao Senado, os estudantes exibiram cartazes com o dizer #aposentaalvaro lembrando que o candidato à  reeleição está a mais de duas décadas no Senado.

A presidente da UPES !“ União Paranaense dos Estudantes Secundaristas, Camilla Lanes, lembra que desde 1988, em todos os anos, professores e estudantes vão à s ruas para relembrar o dia em que o então governador do estado, Alvaro Dias lançou a cavalaria sobre os professores que protestavam pacificamente por melhores condições de trabalho. Para que nunca se esqueça e para que nunca mais aconteça”, destacou.

Elio RIbeiro Junior, presidente da ACES !“ Associação Cascavelense dos Estudantes Secundaristas disse porque quer a aposentadoria de Alvaro Dias Um cara que joga os cavalos em cima dos professores não merece o nosso voto”.

Lucas Rafael, presidente da UMES !“ União Mourãoense dos Estudantes Secundaristas destacou que os estudantes têm a responsabilidade de ir à s ruas e mostrar para as pessoas o que aconteceu há mais de 20 anos. Precisamos levar essa responsabilidade para as urnas, é nelas que vamos aposentar o Alvaro Dias”.

Reinald Mendes, presidente da UMESP !“ União Municipal dos Estudantes Secundaristas de Ponta Grossa disse que precisamos de um governo do estado que respeite mais os professores, que invista mais em educação. Não temos nem papel higiênico em nossas escolas! Não podemos reeleger quem já teve a oportunidade de fazer mais por nós e falhou na missão”.

A presidenta da UMESUV !“ União Municipal dos Estudantes Secundaristas de União da Vitória, Ignes Cecília acha que por respeito aos professores do Paraná, que tanto sofrem para nos ensinar e receber um salário digno, não podemos eleger mais uma vez Alvaro Dias”.

O presidente da UMES !“ União Maringaense dos Estudantes Secundaristas lembrou que quando nasceu o Alvaro já era senador da república há um bom tempo. Nós precisamos aposentar o Alvaro Dias e eleger alguém que tenha identificação com os estudan

18 de fevereiro de 2014
por esmael
37 Comentários

Coluna do André Vargas: “Só falta Richa atirar bombas e soltar cavalos em cima dos professores”

André Vargas, em sua coluna desta semana, aborda o tema da Educação no Paraná; ele acusa Richa e seu vice, Flávio Arns, secretário da Educação, de desprezar os professores: "Os tucanos dão as costas à  educação, só falta atirar bombas e agredir os professores com a cavalaria, como fez Alvaro Dias no fatídico dia 30 de agosto de 1988", critica o vice-presidente da Câmara; colunista lamenta ainda que Richa tenha quebrado o estado, envergonhando o Paraná, e por isso não consegue nem cumprir a Lei do Piso que prevê 33% da hora-atividade; Vargas, especialista em socialismo, tem uma explicação para o fato de o governador dar de ombros para a educação pública: "[com certeza] a escola que [ele] defende seja unicamente a escola da burguesia que estaria só a serviço da burguesia"; calcado em pesquisas, deputado-colunista afirma: "a educação no Brasil está melhorando, mas ainda de forma lenta e a raiz para os principais problemas do ensino público está em professores desmotivados e mal pagos"; leia o texto.

André Vargas, em sua coluna desta semana, aborda o tema da Educação no Paraná; ele acusa Richa e seu vice, Flávio Arns, secretário da Educação, de desprezar os professores: “Os tucanos dão as costas à  educação, só falta atirar bombas e agredir os professores com a cavalaria, como fez Alvaro Dias no fatídico dia 30 de agosto de 1988”, critica o vice-presidente da Câmara; colunista lamenta ainda que Richa tenha quebrado o estado, envergonhando o Paraná, e por isso não consegue nem cumprir a Lei do Piso que prevê 33% da hora-atividade; Vargas, especialista em socialismo, tem uma explicação para o fato de o governador dar de ombros para a educação pública: “[com certeza] a escola que [ele] defende seja unicamente a escola da burguesia que estaria só a serviço da burguesia”; calcado em pesquisas, deputado-colunista afirma: “a educação no Brasil está melhorando, mas ainda de forma lenta e a raiz para os principais problemas do ensino público está em professores desmotivados e mal pagos”; leia o texto.

André Vargas*

Desde o trágico incidente de 1988, quando o então governador e hoje senador, Alvaro Dias (PSDB), mandou a tropa de choque covardemente agredir os professores, em passeata pacífica, por melhores condições para o ensino público, temos a nítida impressão de que a educação no estado virou sinônimo de desprezo por parte dos governantes. Hoje, o chefe do poder executivo, Beto Richa, do mesmo partido, o PSDB, também dá as costas para a educação, motivando atos públicos dos professores e, infelizmente, alunos fora das escolas, sem aulas. Leia mais