29 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em 29 de abril de 2015: O dia em que o Paraná chorou sangue

29 de abril de 2015: O dia em que o Paraná chorou sangue

Foto de Joka Madruga.

Hoje faz 3 anos que o Centro Cívico virou uma praça de guerra. A Polícia Militar, a mando do então governador Beto Richa (PSDB), atacou de maneira covarde dezenas de milhares de professores e servidores do Estado. Tudo para garantir a aprovação do confisco da previdência na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná. ... 

Leia mais

28 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Relembre: Clima pesado na véspera do massacre de 29 de abril

Relembre: Clima pesado na véspera do massacre de 29 de abril

No dia 28 de abril de 2015 o clima já estava mais que pesado no Centro Cívico. O entorno da Assembleia Legislativa do Paraná era uma praça de guerra e os servidores estaduais eram tratados como bandidos perigosos. O então governador Beto Richa (PSDB) mandava fechar ruas sem sequer comunicar ao então prefeito Gustavo Fruet (PDT). O acampamento de servidores havia sido invadido pela Polícia Militar na madrugada. ... 

Leia mais

27 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Professores farão ato para marcar os 3 anos do massacre de 29 de abril

Professores farão ato para marcar os 3 anos do massacre de 29 de abril

Professores da rede pública estadual de ensino farão um Ato Público no domingo (29) para marcar a passagem de 3 anos do massacre de 29 de abril. A manifestação está sendo convocada pelo Núcleo Curitiba Norte da APP-Sindicado e será no grande ponto de encontro de Curitiba aos domingos, que é a Feirinha do Largo da Ordem. ... 

Leia mais

26 de abril de 2018
por editor
Comentários desativados em Relembre: Justiça deu aval para Richa descer a borracha nos servidores do Paraná

Relembre: Justiça deu aval para Richa descer a borracha nos servidores do Paraná

Há 3 anos, às vésperas da votação do confisco da previdência dos servidores do Paraná, o então governador Beto Richa (PSDB) recebeu “carta branca” para o cerco policial que resultaria no massacre do Centro Cívico. Um “interdito proibitório” contra a mobilização dos servidores foi concedido pelo então juiz de plantão Eduardo Lourenço Bana, em Curitiba. ... 

Leia mais