28 de julho de 2015
por Esmael Morais
2 Comentários

Coluna do Enio Verri: Jornada de Agroecologia defende terra livre de latifúndios, transgênicos e agrotóxicos

agroecologiaEnio Verri*

Por uma Terra Livre de Latifúndios, Sem Transgênicos e Sem Agrotóxico e pela construção de um Projeto Popular e Soberano para a Agricultura! O mote que permeou a 14ª Jornada da Agroecologia, sediada em Irati durante a última semana, reitera a força dos movimentos sociais do campo contra a hegemonia do agronegócio.

Organizado pela via campesina, que reúne movimentos sociais brasileiros e de diversos países da América Latina, a 14ª Jornada não refere-se apenas ao debate sobre agricultura, como também, a um manifesto a favor da reforma agrária, sustentabilidade, qualidade na produção dos alimentos e de vida dos camponeses.

Um evento que coloca frente a frente lideranças sociais e políticas, pesquisadores, cientistas em prol das lutas do campo por uma sociedade mais justa e inclusiva, a partir do combate aos excessos do agronegócio e o desenvolvimento da agroecologia.

Defender a agroecologia nada mais é do que valorizar os pequenos e médios produtores rurais – que segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) representam cerca de 85% do total.  Trabalhadores responsáveis pelos alimentos das feiras, mercados, merendas escolares que consumimos todos os dias. Leia mais

24 de julho de 2015
por Esmael Morais
11 Comentários

Dilma Rousseff prestigia MST nesta sexta-feira em agenda no Paraná

Atenção: devido ao mau tempo, Dilma cancelou visita a Irati

A presidente Dilma Rousseff (PT) participa hoje às 15 horas da 14ª Jornada de Agroecologia em Irati-PR. Ao lado do prefeito Odilon Burgath e da senadora Gleisi Hoffmann (ambos do PT), a presidente será recepcionada por diversas lideranças políticas do Estado e da região e irá visitar o Centro de Tradições Willy Lars, onde acontece o evento.

O evento é promovido pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e a iniciativa da presidente é uma forma de buscar uma aproximação com os movimentos sociais. Dilma deve anunciar as metas da reforma agrária e a criação de novos assentamentos por Estado. O MST cobrará da presidente mudanças na política econômica e aumento dos assentamentos e programas de habitação popular nas cidades.

Na defesa de um novo projeto, popular e soberano para a agricultura, a 14ª Jornada de Agroecologia traz o tema “Terra livre de transgênicos e sem agrotóxicos”, numa programação que conta com conferências, seminários, oficinas, atos políticos e intervenções culturais. A comitiva presidencial contará com a presença de diversos ministros e circulará pelas dependências da Jornada, sendo recebida pelos trabalhadores.

A presença da chefe do Executivo brasileiro é tida pelos trabalhadores rurais como afirmação do compromisso do Estado brasileiro com a agroecologia, que pode representar uma alternativa de trabalho para produção no campo em convívio com o meio ambiente, que até então segue sendo devastado pelo atual modelo hegemônico no meio rural, o agronegócio.

Os participantes cobram, desde o último dia 22/07 quando realizaram uma marcha pelas ruas de Irati, a efetivação de uma política pública voltada para a agroecologia. Este modelo, construído desde o trabalho cooperado entre agricultores, impulsiona um caminho sólido para a soberania alimentar do país, já que, segundo dados do Censo Agropecuário de 2010, é a agricultura camponesa que põe 70% da comida na mesa das famílias brasileiras.

A Jornada de Agroecologia se iniciou em 2002, como uma ação de diálogo e mostra da força que tem a agricultura camponesa agroecológica e, desde então, vem ganhando proporções nacionais. Até o próximo sábado, 25/07, mais de 7 mil visitantes devem passar pela 14ª Jornada de Agroecologia, que se encerra com um ato político, apresentação da Carta da Jornada, e a partilha de sementes.

Informações do Leia mais

Esmael Morais 2009-2018. O Blog do Esmael é liberto das excludentes convenções mercantis Copyright ©. O site não cobra pelos direitos autorais, portanto, pode e deve ser reproduzido no todo ou em parte, além de ser liberado para distribuição desde que preservado seu conteúdo e o nome do autor. | A política como ela é em tempo real.

Topo