Sites do Citibank, BMG e PanAmericano são alvo de ataque de hackers

Google News

da Agência Brasil

Grupo promete tirar do ar os sites das instituições financeiras por 12 horas.
Os sites do Citibank, do BMG e do PanAmericano também foram alvos de hoje (3) do grupo de hackers Anonymous Brasil, depois do ataque à  página da internet do Banco Central (BC). As páginas dos bancos apresentam instabilidade.

No Twitter, o grupo afirma ter provocado problemas no site do BC como um teste ao alvo principal! do dia. Escolhemos um alvo de testes antes, só para calibrar nossas armas: http://www.bcb.gov.br – Apenas um teste rápido…!.

O BC informou, por meio da assessoria de imprensa, que houve sobrecarga de acessos ao site no início da manhã, ocasionando instabilidade e lentidão para abertura de páginas por alguns minutos!. Não foram afetados sistemas e transações do banco!, destacou.

O grupo de hackers prometeu causar problemas em sites de bancos todos os dias desta semana. A estratégia consiste em fazer com que a página receba grande número de acessos ao mesmo tempo, fique sobrecarregada e, com isso, instável e até indisponível.

O HSBC foi o alvo de ontem (2) do grupo. O banco informou, em nota, que houve um volume de acessos acima do esperado! no site. Na quarta-feira (1!º), foi a vez de o site do Banco do Brasil registrar picos de acesso. Segundo o BB, houve lentidão no sistema em algumas regiões do país, mas não houve risco para a segurança dos dados dos clientes. Há registros de que a página do BB tenha saído do ar, mas o banco nega.

Os hackers também dizem ter provocado problemas no site do Bradesco, na última terça-feira (31), e na página do Itaú, no dia 30 de janeiro. Em nota, o Bradesco disse que o site apresentou momentos de intermitência com volume de acessos acima da média!, mas não chegou a ficar fora do ar. O Itaú Unibanco, também por meio de nota, disse que houve indisponibilidade! em seu site, mas a normalidade foi retomada em seguida.