Segundo revista, Gleisi Hoffmann faz parte do “PT repaginado”

Fac-símile.
A matéria de capa da revista Istoà‰, desta semana, diz que o PT não é mais o mesmo e aponta os novos comandantes da sigla no país a partir das eleições de 2012. Entre os quais figura a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, que é citada como uma das responsáveis pela vitória de Gustavo Fruet (PDT), eleito prefeito de Curitiba.

Juntamente com a presidenta Dilma Rousseff, o prefeito eleito de São Paulo Fernando Haddad e o ministro da Saúde Alexandre Padilha, que são apresentados como esperança na oxigenação dos quadros petistas, Gleisi é lembrada pelo semanário como “um dos exemplos mais emblemáticos da renovação partidária porque sempre esteve em cargos técnicos, ganhando espaço político a partir da eleição para o Senado, em 2010”.

A revista destaca que o resultado das eleições foi a maior votação de um partido em eleições municipais, com mais de 17,2 milhões de votos em todo o País. Foram 635 prefeitos eleitos, o que significou um crescimento de 14% no número de municípios nas mãos do PT. De acordo com a publicação, Dilma foi uma das grandes vitoriosas da eleição. “Seu governo, pela primeira vez, foi submetido ao escrutínio público !“ e os resultados, para ela, não poderiam ter sido melhores”.

Veja também  Bolsonaro sobe a gasolina enquanto Ratinho sobe a água

Comments are closed.