Rússia lança com sucesso míssil intercontinental enquanto Estados Unidos minimizam demonstração

► Sistema é capaz de escapar de qualquer defesa antimísseis, diz Putin

O presidente russo, Vladimir Putin, parabenizou os militares pelo lançamento bem-sucedido do míssil balístico intercontinental Sarmat (ICBM), nesta quarta-feira (20/04), observando que esta arma única forçará todos os que tentam fazer ameaças contra a Rússia a pensar duas vezes.

O Pentágono reagiu minimizando a demonstração de força russa, assegurando que o lançamento era um teste de “rotina” e não constituía “uma ameaça” para os Estados Unidos ou seus aliados.

Moscou “informou devidamente” Washington da realização deste teste, de acordo com suas obrigações sob os tratados nucleares e, portanto, não foi uma “surpresa” para o Departamento de Defesa americano, assegurou seu porta-voz, John Kirby.

Kremlin disse que o Ocidente usou Zelensky contra a Rússia

Antes do lançamento do Sarmat, o ministro da Defesa russo, Sergey Shoigu, disse ao presidente que os preparativos para testar o disparo do míssil haviam sido concluídos e, em seguida, as imagens do lançamento foram exibidas e assistidas pelo presidente.

– Parabenizo vocês pelo lançamento bem-sucedido do míssil balístico intercontinental Sarmat. É um grande e marcante evento no desenvolvimento de sistemas avançados de armas no exército russo – disse Putin.

Segundo o presidente, o novo sistema tem as mais altas características táticas e técnicas e é capaz de escapar de qualquer sistema moderno de defesa antimísseis.

– Não tem análogos no mundo e não terá nenhum por muito tempo. Esta arma verdadeiramente única reforçará as capacidades de combate de nossas Forças Armadas, protegerá de forma confiável a segurança da Rússia contra ameaças externas e fará com que aqueles que no frenesi de retórica raivosa e agressiva estão tentando ameaçar nosso país pensar duas vezes – enfatizou o presidente russo.

Deu no New York Times: Militares ucranianos podem ter usado munições proibidas contra russos

Putin enfatizou que apenas peças e componentes fabricados na Rússia foram usados ​​para desenvolver o míssil balístico intercontinental Sarmat.

– Gostaria de salientar que na criação do Sarmat foram utilizadas peças ou componentes de fabricação exclusivamente nacional. É claro que isso facilitará sua produção em lote e acelerará o processo de fornecimento para a Força de Mísseis Estratégicos – disse Putin.

Lançamento do Sarmat

O Ministério da Defesa da Rússia informou que o primeiro lançamento de um míssil balístico intercontinental Sarmat (ICBM) foi realizado a partir do cosmódromo de Plesetsk, na região de Arkhangelsk, na quarta-feira às 15h12, horário de Moscou.

Segundo o ministério, “as tarefas do lançamento foram cumpridas integralmente. As características designadas foram confirmadas em todas as etapas de seu voo. As ogivas de prática chegaram à área designada no campo de provas Kura na Península de Kamchatka”, acrescentou o ministério.