Rússia impõe condição para fim da guerra na Ucrânia: nacionalistas devem depor armas

► Hostilidades terminarão se Kiev ordenar que nacionalistas deponham armas, diz porta-voz do Kremlin

► Mais cedo, o presidente ucraniano Vladimir Zelensky comentou que gostaria de encerrar as hostilidades antes que o frio chegue

As hostilidades na Ucrânia podem terminar “antes do final de hoje”, se Kiev ordenar que os nacionalistas deponham suas armas, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, a repórteres nesta terça-feira (28/06).

– O lado ucraniano pode acabar com tudo isso antes do final deste dia; é necessária uma ordem para que as unidades nacionalistas deponham suas armas, uma ordem é necessária para que os militares ucranianos deponham suas armas; e eles devem cumprir todas as exigências da Rússia. Então tudo terminará antes que o dia termine – disse o porta-voz, comentando a declaração do presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, de que gostaria de encerrar as hostilidades antes que o frio chegue.

– Tudo o resto são apenas especulações do chefe de Estado ucraniano – acrescentou o porta-voz.

– Nos orientamos pelas declarações de nosso presidente [Vladimir Putin] de que a operação militar especial prossegue de acordo com o plano e atinge seus objetivos – ressaltou o porta-voz russo.

Quando perguntado se o lado russo tem algum prazo aproximado para o fim da operação especial, Peskov respondeu negativamente.

– Não – disse ele.