Rússia disse que “libertou” a República Popular de Lugansk neste domingo

► Forças russas afirmam que assumiu o controle total de Lysychansk
► Cidade do leste da Ucrânia era o último grande reduto da Ucrânia na região de Luhansk

O ministro da Defesa da Rússia, Sergey Shoigu, informou ao presidente Vladimir Putin sobre a libertação da República Popular de Lugansk (LPR), anunciou o Ministério da Defesa russo neste domingo (03/07).

– Em 3 de julho de 2022, o ministro da Defesa russo, general do Exército Sergey Shoigu, relatou ao comandante supremo das Forças Armadas Russas, Vladimir Putin, a libertação da República Popular de Lugansk – disse Shoigu.

O ministro acrescentou que as Forças Armadas Russas e a Milícia Popular da LPR estabeleceram controle total sobre Lisichansk e vários assentamentos próximos, sendo os maiores Belogorovka, Novodruzhesk, Maloryazantsevo e Belaya Gora.

– A área total dos territórios liberados nas últimas 24 horas atingiu 182 quilômetros quadrados – destacou o ministro da Defesa russo.

Por outro lado, Ministério da Defesa da Ucrânia negou as alegações dizendo que a cidade não estava sob “controle total” da Rússia. Mas o porta-voz Yuriy Sak acrescentou que se toda a região de Donbas caísse, não seria “game over” para a Ucrânia.

Em 24 de fevereiro, o presidente russo Vladimir Putin anunciou o início da guerra na Ucrânia em resposta ao apelo dos chefes da República Popular de Donetsk e Lugansk por ajuda – segundo o Kremlin.

Blog do Esmael, notícias verdadeiras.