Richa era o “Piloto” de R$ 2,5 milhões nas planilhas da Odebrecht

O governador do Paraná Beto Richa (PSDB), anotado nas planilhas como “Piloto”, recebeu R$ 2,5 milhões em propina da Odebrecht na campanha de reeleição, em 2014.

O dinheiro foi repassado ao tucano via caixa 2 tendo em vista a duplicação da PR-323 numa Parceria Público-Privada (PPP).

A delação do ex-presidente da Odebrecht infraestrutura Benedicto Júnior, o BJ, é rica em detalhes (abaixo, assista ao vídeo).

O “Piloto”, isto é, Beto Richa, já vinha recebendo dinheiro mal havido da Odebrecht desde a eleição para a Prefeitura de Curitiba no ano de 2008, quando abocanhou R$ 100; na eleição para o governo do estado, em 2010, o tucano aumentou teve o cacife aumentado para R$ 450 mil.

Assista ao vídeo:

Veja também  Bolsonaro batiza 36 caças Gripen comprados pelo governo do PT

Comments are closed.