Revogar a reforma trabalhista e o teto de gastos com o povo, preveem Lula e Alckmin

A velha mídia corporativa – associada ao capital especulativo, aos bancos – ficou ouriçada diante da proposta da chapa Lula e Alckmin rever a base angular do golpe de Estado, em 2016, que derrubou Dilma Roussef e estabeleceu a república dos banqueiros no país.

A federação de esquerda – PSB, PCdoB, PV, Psol, Rede e Solidariedade – deve apresentar propostas para revogar o teto de gastos e a reforma trabalhista na campanha presidencial de outubro próximo.

Lula e o PT têm se posicionado publicamente contra as privatizações sobretudo da Eletrobras e da Petrobras, que, segundo o ex-presidente, encarece o preço da energia e dos combustíveis.

A chapa Lula e Alckmin elaboraram um esboço com 90 pontos do plano de governo.

O documento será submetido ainda à aprovação dos aliados na disputa eleição deste ano.

O plano de governo faz com que a velha mídia fique igual barata tonta, qual seja, não sabe se abraça o desastre econômico de Paulo Guedes e Jair Bolsonaro ou ataca o ex-presidente Lula pelas virtudes de seus dois governos pretéritos.

Veja também  Nova pesquisa mostra recuperação de Bolsonaro e isso explica desespero de Ciro Gomes