Ratinho Junior erra estrategicamente ao bater no PT

No primeiro turno, Ratinho Jr jurava ser “amigo” dos petistas.
O candidato a prefeito pelo PSC, Ratinho Junior, erra o alvo ao bater, em seu programa eleitoral do rádio e da tevê, no Partido dos Trabalhadores. Desde ontem, a campanha do moço vem veiculando a seguinte sapecada na companheirada!:

Primeiro o PT tentou ganhar a prefeitura com o Vanhoni. Tentou uma vez, tentou outra, não funcionou. Aí depois eles tentaram de novo, desta vez com a Gleisi. Também não deu certo. Agora, o PT adotou uma tática diferente, e veio junto com Gustavo Fruet. Funciona assim: Gustavo vai na frente e o PT vem logo atrás, escondidinho. Sabe como é que é? Será que desta vez eles conseguem? Acho que não, hein. O curitibano não vai deixar!.

Por que Ratinho comete um erro estratégico? Porque seu adversário neste segundo turno, Gustavo Fruet (PDT), embora tenha o apoio dos petistas, é uma figura totalmente descolada do PT. Some-se a isso o fato da grande maioria do eleitorado do candidato do PSC, concentrado na região Sul, não rejeita o PT como supõe sua propaganda. Na área, inclusive, a campanha de Fruet é casadinha! com a presidenta Dilma e ministra Gleisi Hoffmann.

Talvez fosse mais inteligente, por parte da campanha de Ratinho, a exploração da contradição entre o antigo discurso de Fruet !“ ex-caçador de mensaleiros, etc. !“ e a aliança com o PT. Ou seja, se colocasse na conta do pedetista o ônus da companhia dos petistas.

No programa eleitoral, Ratinho Junior chama o PT para a briga, mas deixa Gustavo Fruet passar incólume.

Os comentários estão encerrado.