Ratinho Jr. se esconde enquanto Requião espera furar a bolha com início do horário eleitoral

► Tática do inquilino do Palácio Iguaçu é evitar exposição diante de assuntos espinhosos

► Pré-candidato do movimento Vamos Juntos pelo Paraná tenta furar a bolha da censura na imprensa do Paraná

O governador cessante Ratinho Junior (PSD) se esconde quanto pode do debate pré-eleitoral para evitar desgates de imagem, enqunato Roberto Requião (PT), seu principal oponente, luta para furar a bolha na comunicação.

Num verdadeiro jogo de gato e rato, em que um foge do outro, Requião e Ratinho Jr. terão que se encontrar inevitavelmente em debates e no horário eleitoral no rádio e na televisão.

Segundo o calendário eleitoral do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), as inserções e a propaganda eleitoral na velha mídia corporativa e na internet será permitida a partir do dia 16 de agosto, qual seja, daqui a menos de um mês.

As emissoras de rádio e TV do Paraná, no entanto, não estão muito animadas para realizar debates entre os candidatos a governador.

► Contra Moro, Alvaro pode fazer aliança com Requião, avaliam deputados

► Real Time/DataMoro registra nova pesquisa sobre disputa no Paraná

► Palácio Iguaçu prevê Podemos como vice de Requião

Esses vecíulos de comunicação são mais amigos do Palácio Iguaçu, por razões óbvias.

A estratégia de evitar o confronto de ideias, o debate, supostamente agradaria mais ao governador Ratinho Junior.

– Há dez anos não sou entrevistado por uma emissora de televisão comercial do Paraná. Estou sob intensa censura – disse ao Blog do Esmael o pré-candidato Roberto Requião, do movimento Juntos pelo Paraná. “Vamos furar a bolha com o inicío da propaganda eleitoral”, afirmou esperançoso.

Ratinho Jr. se esconde do debate porque ele já tem a mídia oficial nas mãos, porém pesquisas qualitativas mostraram os pontos fracos do governador em seu propósito de reeleição.

– Ele é visto como filho do apresentador Ratinho e governador dos mais ricos – disse Requião numa live na semana passada. “Ele [Ratinho] não tem nenhum programa de governo, a não ser o engordamento da praia de Matinhos com superfaturamento.”

– A engorda da praia de Balneário Camboriú (SC) custou R$ 70 milhões enquanto o governo do Paraná está gastando R$ 314 milhões – comparou Requião. “No fim do meu governo, essa dragagem foi orçada em R$ 50 milhões”, disse.

Blog do Esmael, notícias verdadeiras.