PSDB vai desembarcar do governo Temer

Aprovada a reforma trabalhista, não há mais o que justifique a permanência do PSDB no governo Temer.

A condição para a saída — a aprovação do projeto de reintroduz a escravidão no país –, foi estabelecida pelos próprios tucanos.

Nesta quarta-feira (12), a CCJ da Câmara começará a discutir o parecer do deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) que recomenda a investigação de Temer por crime de corrupção passiva.

Os 66 parlamentares que compõem o colegiado deverão votar pelo prosseguimento da ação penal ou não nesta quinta (13).

O PSDB tem sete membros na CCJ da Câmara.

A reunião de hoje na CCJ será transmitida ao vivo pelo Blog do Esmael, a partir das 11 horas, para o Brasil e o mundo.

No plenário, serão necessários 342 dos 513 votos dos deputados para abertura do processo no STF, independente da presença.

Veja também  Alckmin se desfilia do PSDB; Lula desconversa sobre vice

Comments are closed.