Professores decidem manter greve mais longa da história da UFPR

por Felipe Ribeiro, via portal Banda B

UFPR em greve. Foto: blog Circulando por Curitiba.
Em assembleia conturbada e por apenas 13 votos de diferença, os professores da Universidade Federal do Paraná decidiram, na tarde desta quarta-feira (5), manter a greve que já dura 111 dias na centenária instituição. Com o auditório da Administração do Centro Politécnico lotado, 238 professores defenderam a continuidade do movimento, enquanto 225 votaram pelo fim do moviemnto.

No domingo (2), o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino (Andes), que representa a maior parte dos professores federais, defendeu a continuidade da greve, mas reconheceu a possibilidade de uma saída unificada da paralisação, já que algumas instituições já decidiram pelo encerramento do movimento.

Amanhã, os professores da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) decidem se mantém ou não o movimento grevista. Em Londrina, os docentes da instituição decidiram encerrar o movimento ontem.

Os comentários estão encerrado.