Prepare as panelas: Bolsonaro falará em rede nacional ás 20h30 desta sexta-feira

Prepare as panelas: Bolsonaro falará em rede nacional de rádio e TV às 20h30 desta sexta-feira [31/12]

Daqui a pouco, às 20h30, o presidente Jair Bolsonaro (PL) voltará à rede nacional de rádio e televisão na ocasião do fim de ano e véspera de 2022.

Segundo os bastidores da política, Bolsonaro vai atacar governadores, o passaporte de vacinas e o mandatário ainda deverá mentir sobre o combate à pandemia, as questões econômica e acerca à imunização no País.

O Brasil tem 619 mil óbitos acumulados desde o início da pandemia, segundo o Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde).

O negacionismo presidencial na pandemia foi acompanhado de uma grave crise econômica, fome, miséria, desemprego e preços dos combustíveis nas alturas.

O governo Bolsonaro lutou quanto pôde contra a vacinação, a exigência de passaporte no retorno às aulas nas universidades, e contra a vacinação de crianças entre 5 e 11 anos.

Em férias nas praias de Santa Catarina, o presidente Bolsonaro tende a se defender das críticas de empatia diante das enchentes na Bahia e estados do Nordeste.

A expectativa é de que o pronunciamento do presidente da República dure seis minutos, tempo que possivelmente haverá o panelaço.

Nas últimas horas, Bolsonaro e seus aliados provocaram a militância da esquerda dizendo que eles irão “celebrar” três anos sem corrupção no governo batendo panelas.

“Hoje, dia 31 às 20h30, panelaço da esquerda para protestar contra o Governo Bolsonaro por estarmos, há três anos, sem corrupção”, provocou Jair Bolsonaro, se comportando como se fosse líder de torcida de futebol.

Na verdade, o presidente Bolsonaro tentam fazer uma “vacina” contra os protestos durante sua fala.

No último dia 24 de dezembro, na véspera do Natal, Bolsonaro e a primeira-dama Michelle Bolsonaro também usaram pouco mais de um minuto a rede nacional de rádio e TV. Na oportunidade, as panelas tilintaram.

Em alta, PT volta a patamar de preferência anterior a junho de 2013, Lava Jato e golpe em Dilma

Requião: “Não descarto filiação no PT para disputar o governo do Paraná” [vídeo]

Moro entrega a rapadura: a Lava Jato combateu o PT, não a corrupção