Nunca será tão fácil se eleger deputado ou senador no Brasil como em 2022

Nunca será tão fácil se eleger deputado ou senador no Brasil como em 2022

A alegria de uns é a tristeza de outros. Se a pesquisa Datafolha estiver certa, nunca será tão fácil se eleger deputado ou senador no Brasil como em 2022.

O Datafolha jura que apenas 10% aprovam atuação do Congresso Nacional, ou seja, Câmara e Senado, abrindo uma avenida para a renovação das duas casas legislativas.

O instituto Datafolha entrevistou presencialmente 3.666 pessoas de 16 anos ou mais, de todas as classes e em todas as regiões, em um total de 191 municípios. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Com o Congresso em baixa, independente da matiz ideológica do candidato, a baixa aprovação dos congressistas é um convite para novos candidatos.

Boulos lidera intenção de voto na cidade de São Paulo na disputa pelo governo do Estado

Sergio Moro pode concorrer ao Senado por São Paulo, mostra sondagem da Paraná Pesquisas

Federação partidária de Lula vence a disputa pelo governo de São Paulo, diz Paraná Pesquisas

O diabo é que a próxima legislatura pode ser ainda pior que atual, se prevalecer um Congresso dos patrões e dos lobbies.

Ulysses Guimarães tinha uma máxima quando recebia queixa da legislatura que ele presidiu a Câmara: “Se você está insatisfeito com esta legislatura, então espere a próxima, que será ainda pior”.

Em suas pregações, o ex-presidente Lula, líder nas pesquisas de intenção de votos, tem feito apelos para que lideranças do campo progressista e de esquerda se candidatem ao parlamento. Com possibilidade de vencer já no primeiro turno, o petista que puxar consigo a maior bancada que um presidente já elegeu.