Nova matança de 33 presos em Roraima

Cinco dia após ao “acidente” de Manaus, segundo Michel Temer, que matou 56 presos, agora outro evento idêntico ocorreu na madrugada desta sexta (6) em Boa Vista, capital de Roraima, onde 33 detentos morreram — a maioria foi decapitada e teve o coração arrancado.

No massacre ocorrido no dia 1º de janeiro deste ano 56 apenados perderam a vida no complexo penitenciário Anísio Jobim do Amazonas.

Segundo informações preliminares, integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital) invadiram uma ala de presos de baixa periculosidade na Penitenciária Agrícola de Boa Vista.

As carnificinas somam 89 presos em menos de uma semana.

O pior massacre registrado no país foi 1992, no Carandiru, em São Paulo, quando 111 presos foram exterminados.

Comments are closed.