Ney abandona Ratinho para ficar com Osmar e Requião

É intensa a movimentação nos bastidores da política paranaense. Há uma semana, sentaram-se à mesma mesa o deputado Ney Leprevost (PSD) e o ex-vice-presidente do Banco do Brasil Osmar Dias (PDT) para saborear um “Ojo del Bife” no argentino Corrientes 348. Obviamente, eles não discutiam o sobrepeso das capivaras do Parque Barigui, em Curitiba. Pelo contrário. No cardápio, só eleições 2018.

Na prática, Ney deixou na estrada o secretário do Desenvolvimento Urbano (SEDU) Ratinho Junior (PSD) para se somar à dupla infernal formada pelo senador Roberto Requião (PMDB) e ao ex-banqueiro.

Como foi dito antes, aqui neste blog, Osmar e Requião já começaram a namorar no portão de casa — o que mostra que os pombinhos estão querendo coisa muito mais séria…

Por outro lado, é bom frisar, Ratinho é o nome do “coração” do governador Beto Richa (PSDB) para concorrer ao Palácio Iguaçu.

Nessa matemática, sobra a vice-governador Cida Borghetti (PP).

A mulher do ministro da Saúde Ricardo Barros (PP), ao que parece, continua preterida por Richa.

Comments are closed.