MST doa 14 toneladas de alimentos para ocupações de Curitiba

O acampamento Maila Sabrina do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em Ortigueira (PR) doou 14 toneladas de alimentos para quatro ocupações em Curitiba (PR).

Feijão, arroz, mandioca, mel, pães caseiros e mais uma dezena de variedades de grãos, frutas e legumes compuseram os donativos.

A distribuição foi na manhã deste sábado (11), véspera da Páscoa, para moradores das comunidades 29 de Março, Tiradentes, Dona Cida e Nova Primavera.

A iniciativa integra as ações de solidariedade do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em todo o Brasil, como forma de ajudar a popular urbana que já sofre os efeitos econômicos da pandemia do novo coronavírus.

LEIA TAMBÉM
Papa Francisco propõe cessar-fogo mundial e anulação da dívida dos países pobres para enfrentar pandemia

China volta a não registrar mortes por Covid-19

Pandemia de coronavírus pode dobrar desemprego no Brasil, diz estudo da FGV

A comunidade rural Maila Sabrina existe desde 2003 e é formada por cerca de 370 famílias de agricultores e agricultoras que cultivam alimentos para consumo próprio e para comercialização. Além de alimentos, a comunidade enviou 300 máscaras de tecido produzidas por costureiras que moram no local.

Roberto Baggio, da coordenação estadual do MST, relaciona a realidade das famílias moradoras de ocupações urbanas e rurais, que enfrentam dificuldades semelhantes.

“Estamos aqui numa grande área ocupada que tem os mesmos problemas dos camponeses, sem moradia garantida, sem infraestrutura, sem água, sem casa. O que revela que os problemas do povo brasileiro são parecidos em todos os locais”. Disse Baggio.

Segundo ele, o desafio após a crise do coronavírus é construir uma sociedade humanamente melhor, mais justa e igualitária, a partir da ação da própria população.

“Nós não podemos esperar do governo, porque nós não temos um governo comprometido que nos ajuda. Também não podemos esperar dos ricos, que são gananciosos e só pensam em si mesmos. Mais do que nunca, vamos precisar pensar de nós mesmos, um ajudando o outro, cooperando com o outro para formar essa grande união e solidariedade”. Completou.

As informações e a foto são do Porém.net