Moro vai prender Aécio?

O senador e presidente nacional do PSDB Aécio Neves fazia “barba, cabelo e bigode” com propinas, segundo delatores da Odebrecht.

A última é que a empreiteira financiava até mesmo a estratégia política de “Mineirinho” nas eleições de 2014.

O executivo Fernando Reis afirmou em depoimento de delação premiada que a empreiteira Odebrecht orientou em 2014 o então candidato a presidente Pastor Everaldo (PSC) a ajudar o candidato do PSDB, Aécio Neves, em um debate entre os presidenciáveis realizado durante a campanha.

Ou seja, por R$ 6 milhões pagos pela Odebrecht, Pastor Everaldo levantava a bola para o corte de Aécio nos debates televisivos.

Réu em cinco inquéritos abertos no STF, resta saber se o juiz Sérgio Moro vai prender Aécio.

Não há que se falar em obstáculo do foro privilegiado haja vista que o caso do senador Delcídio Amaral abriu precedentes para a prisão de parlamentares.

Veja também  CUT detalha nesta terça estudo sobre efeitos destrutivos da Lava Jato

Comments are closed.