Moro estuda enfrentar Alvaro pelo Senado do Paraná

O jogo pode ficar bruto na disputa pela única vaga ao Senado no Paraná.

O ex-juiz Sergio Moro (União) teve indeferida a transferência de seu domicílio eleitoral de Curitiba para São Paulo, qual seja, ele poderá voltar à capital paranaense para concorrer à Câmara Alta.

O diabo é que o senador Alvaro Dias (PODE) também deseja disputar a reeleição.

Requião será sabatinado nesta quarta-feira às 16h por jornalistas independentes

Nesta semana, a mulher do ex-juiz, Rosângela Moro, provocou Alvaro dizendo que ele não ‘larga o osso’ da candidatura ao Senado.

– Não se enganem. Não basta o candidato querer o partido tem que dar a legenda. E vocês acham mesmo que AD largaria o osso? Até o irmão dele ele já ferrou? e mais: Deltan Dallagnol tem luz própria e já está eleito! – avaliou “Janja Moro”. AD é a abreviatura para Alvaro Dias.

A fila pela única vaga ao Senado é grande no estado.

Abençoado pelo presidente cessante Jair Bolsonaro (PL), o deputado Paulo Martins (PL) é outro que sonha com o Senado.

O diabo é que Bolsonaro está descendo ladeira abaixo, inclusive no Paraná, segundo pesquisas de intenção de votos.

Pela turma da esquerda e de Lula, o nome para o Senado ainda está em discussão, que poderá vir do PDT ou do PT.

Veja também  UFPR exige passaporte de vacina na volta às aulas presenciais em 2022