Lawfare: Augusto Aras diz que sistema de justiça está sendo usado para fins políticos [vídeo]

O Procurador-Geral da República, Augusto Aras, em entrevista a correspondentes estrangeiros, disse que o Brasil vive já há algum tempo a criminalização da política. Abaixo, assista ao vídeo.

De acordo com vídeo publicado nesta sexta-feira (29/07), o PGR declarou que os políticos fazem representações sobre um mesmo fato “para provocar matérias de jornal” ou “lacrar” nas redes sociais.

Aras descreveu o fenômeno como abuso do direito de petição com uso do sistema de justiça para fins políticos, qual seja, ele relatou casos de “lawfare” aprimorado pela extinta força-tarefa Lava Jato.

Para o procurador-geral, quem promove uma representação, abre um inquérito, faz uma notícia-crime sem lastro legal, por interesses escusos comete crime de anunciação caluniosa.

– Se for autoridade, comete crime de abuso de autoridade – tipificou Aras.

A entrevista foi concedida pelo PGR no dia 12 de julho, no entanto, o conteúdo só foi divulgado hoje.

Assista a íntegra das declarações de Agusto Aras:

Live no domingo debate Museu sobre a Lava Jato e casos de lawfare

O Blog do Esmael promove no domingo (31/07), às 20h, debate sobre a inauguração do Museu da Lava Jato, em Curitiba, para nunca esquecer os casos de lawfare contra o ex-presidente Lula.

Participam desse encontro no domingo:

  • Maitê Ritz – Historiadora
  • Cristiane Sato – Estudante de Ciências Sociais
  • Gabriel Carriconde – Jornalista, Brasil de Fato
  • Wilson “Xixo” Ramos Filho – Advogado

Na segunda-feira (01/08), juristas, jornalistas, políticos e líderes de movimentos sociais se encontram no ANF100, 1º andar do Edifício D. Pedro I, da Reitoria da UFPR, para abrir ao público o Museu da Lava Jato (MLJ).

Blog do Esmael, notícias verdadeiras.

LEIA TAMBÉM