Jesus Cristo ‘gay’ do Porta dos Fundos bate recorde na Netflix

Google News


O especial de Natal produzido pelo Porta dos Fundos que retrata Jesus Cristo como gay bateu recordes de audiência e conquistou o título de produção brasileira mais vista na história da plataforma de streaming Netflix. A informação é do jornal O Globo.

Ainda segundo o jornal, diante do sucesso, a plataforma já fechou um acordo para a produção de um novo especial de Natal no ano de 2020.

A atração foi recebida com protestos por grupos religiosos extremistas e políticos da direita, após Jesus Cristo ser retratado como gay. Grupos religiosos fundamentalistas chegaram a propor boicote à Netflix e fazer abaixo-assinados para pedir o cancelamento do especial.

LEIA TAMBÉM:

Frota se lança para a presidência da Câmara de Deputados

Jornal chama Jesus de ‘objeto’ e ateus saem em defesa do filho de Deus

É Natal: MP fez buscas até na loja de chocolate de Flávio Bolsonaro

Um juiz também se manifestou para processar a plataforma online por conta da exibição do especial do Porta dos Fundos.

Com muito humor e qualidade, a atração conquistou os brasileiros, apesar da grita dos conservadores e reacionários.