Janja Moro foi preterida por instituto de pesquisa

Ministro Sérgio Moro pode ser o principal cabo eleitoral de Janja Moro.
A advogada Rosângela Moro, a Janja Moro, ficou magoada porque foi deixada de fora da sondagem sobre a disputa pela Prefeitura de Curitiba.

No levantamento divulgado nesta segunda-feira (16) pela Paraná Pesquisas, a mulher do ministro da Justiça Sérgio Moro foi preterida.

Na semana passada, Janja Moro manifestou a amigos e parceiros de negócio que estuda concorrer à cadeira ocupada hoje pelo prefeito Rafael Greca (DEM).

A Paraná Pesquisas deixou a “conja” de fora, mas colocou outros dois lavajatistas na sondagem: o secretário estadual Ney Leprevost (PSD) e o deputado Delegado Francischini (PSL).

Se servir de consolo, o instituto também “esqueceu” de aferir o nome do ex-senador Roberto Requião –que é “namorado” pelo PT e PSOL com vistas à capital paranaense.

A Prefeitura de Curitiba ganhou importância para a esquerda e para a direita. Virou uma espécie de “Terra Santa”, que é disputada por todas as ideologias.

LEIA TAMBÉM
Oposição soma 60%, mas Greca lidera em Curitiba, diz Paraná Pesquisas

Trump abre o bico na véspera do impeachment

Governo argentino congela tarifas de luz, gás, água e remédios por 180 dias

Veja também  Requião sobre o debate da Band: "batida de chuchu com açúcar"