Gleisi foi escalada para lacrar ‘caixão’ de Bolsonaro em Minas Gerais

A presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann, foi escalada pela Federação Brasil – PT, PV e PCdoB – para lacrar o ‘caixão’ do presidente Jair Bolsonaro (PL) no estado de Minas Gerais.

Pelo Twitter, a dirigente petista disse que houve uma importante conversa entre Lula e o deputado mineiro Reginaldo Lopes (PT-MG), que irá conduzir a construção do palanque Lula-Kalil e coordenar a campanha de Lula e Alckmin no Estado. “Juntos para vencer em Minas e no Brasil”, anunciou a coveira do bolsonarismo.

Segundo institutos de pesquisas, o ex-presidente Lula lidera as intenções de voto em Minas. O acordo com Kalil consolida essa liderança no estado.

Paraná Pesquisas: Kalil, "candidato de Lula", polariza com Zema em Minas
Paraná Pesquisas: Kalil, “candidato de Lula”, polariza com Zema em Minas

Alexandre Kalil é o ex-prefeito de Belo Horizonte, do PSD, que concorrerá ao Palácio Tiradentes – sede estadual do governo mineiro.

– Notícia importante Lula/Kalil para derrotar Bolsonaro e Zema – afirmou o deputado Rogério Correia (PT-MG). “Agora é definir o acordo programático: empresas públicas e não privatização, defesa do meio ambiente contra mineradoras, valorização serviço público com piso educação e SUS, agricultura familiar, direitos humanos…”, disse.

O governador Romeu Zema, do Novo, é o candidato de Bolsonaro.

Em Minas, o PT vai abrir mão de disputar o Senado e poderá indicar o vice de Kalil.

Veja também  Bolsonaro tenta acordo com WhatsApp e Facebook nesta quarta