Fruet estuda extinguir metade dos cargos de confiança na prefeitura de Curitiba

Fruet vai cortar cargos na prefeitura de Curitiba. Foto: Franklin de Freitas/JE.
Quando eleito prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), disse que a cota gratidão! seria menor que muita gente espera. Ele não estava blefando. Muitos companheiros que se dedicaram à  campanha do pedetista podem ficar sem uma boquinha na prefeitura.

O blog soube que Fruet foi aconselhado a cortar pela metade os cargos comissionados !“ aqueles de livre nomeação do prefeito, sem concurso !“ já no início da gestão. Cerca de 350 cargos de confiança seriam extintos de uma caneta só.

De com a Secretaria de Recursos Humanos da prefeitura, o prefeito da cidade tem 619 cargos para sua livre escolha. O município possui cerca de 33 mil servidores, portanto, atualmente, tem um comissionado para cada grupo de 53 funcionários concursados.

Fora os cargos comissionados, existem cerca de 4,1 mil funções gratificadas na prefeitura da capital. Essas são destinadas exclusivamente para funcionários de carreira. Algumas são imexíveis como, por exemplo, as que contemplam os 400 diretores de escola.

O repórter Thiago Machado, do jornal Metro de Curitiba, na edição desta segunda-feira (3), corrobora a informação. Segundo ele, o prefeito eleito pretende anunciar o secretariado em lista fechada! (de uma vez só) e que reduzirá o número de secretarias. Entretanto, destaca, Fruet vai criar uma nova pasta: a Secretaria Especial da Mulher.

Veja também  Governo prorroga programa de ajuda a micro e pequenas empresas por 3 meses

Comments are closed.