Em Cornélio Procópio, Palácio Iguaçu veta “consórcio” com petistas

Google News

O vice João Carlos (PT) e o prefeito Amin (PP). Foto: Cornélio Digital.
As eleições em Cornélio Procópio, no Norte Pioneiro, prometem ser uma das mais movimentadas do Paraná. O prefeito do município Amin Hannouche (PP), aliado do governador Beto Richa (PSDB), pretende apoiar o seu vice, o médico João Carlos Lima (PT), para sucedê-lo.

à‰ aí que a porca torce o rabo. Estrategistas de Richa estão vetando o apoio de Amin ao petista, pois, segundo o Palácio Iguaçu, a ordem é lançar candidato próprio do PSDB nos municípios com mais de 40 mil habitantes.

O prefeito procopense acredita que somente com o consórcio PP-PT é possível vencer as eleições de outubro. O acordo vetado pelos tucanos já tem a anuência da direção petista, cujo maior entusiasta é o deputado federal André Vargas, secretário nacional de Comunicação do PT.

Descontente com o veto, Amin ensaia se afastar dos tucanos e se aproximar dos petistas. Fala-se, inclusive, que o prefeito poderá ser agraciado com uma posição no governo federal depois que deixar a prefeitura. O problema é que familiares do pepista ocupam importantes cargos no governo estadual.

Comments are closed.