E o Lula, coxudo? Depois do banho de Lua, petista mergulha no mar da Bahia. Foto: Ricardo Stuckert

E o Lula, coxudo? Depois do banho de Lua, petista mergulha no mar da Bahia

As coxas saradas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) quebraram a internet na semana que passou e, a respeito disso, ele declarou que precisará muito do “coxão duro” para derrotar o ódio, os negacionistas, e encerrar esses tempos sombrios e tristes de Jair Bolsonaro. Oxalá o petista tenha êxito nessa empreitada.

Após 12 dias em sua caravana pelo Nordeste, Lula publicou neste sábado (28/08) uma nova foto do craque Ricardo Stuckert, que demonstra a leveza do ex-presidente durante um mergulho nos mares da Bahia de Todos os Santos.

“Renovado pelas águas do mar e pelo reencontro com o povo nordestino. Obrigado, Nordeste. Já estamos com saudades”, agradeceu o filho do Nordeste.

A viagem de Lula e de lideranças do Partido dos Trabalhadores pelo Nordeste chegou ao fim oficialmente na sexta-feira (27/08), após passar por Pernambuco, Piauí, Maranhão, Ceará, Rio Grande do Norte e Bahia.

Na agenda anterior, em Fortaleza (CE), Lula e sua Janja foram fotografados por Stuckert. Lá, à noite, eles tomaram banho de Lua na praia.

Mas ao encerrar a caravana em Salvador, o ex-presidente Lula mergulhou no mar para tirar o mau-olhado do presidente Bolsonaro –que não se conformou até agora com a coxa musculosa do petista.

Lula x Bolsonaro

Para Lula, o presidente Jair Bolsonaro é desprovido de qualquer resquício de humanidade. “Chamou de idiota quem diz que a prioridade do governo devia ser comida na mesa do povo ao invés de fuzil”, criticou. “Ninguém aguenta mais conviver com um presidente tresloucado, governando na base do absurdo. O país precisa de paz”, pregou o petista.

A presidenta nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR), não deixou quicar no chão e chutou a bola: “Pandemia, inflação, comida e luz caras, desemprego, queda na renda, fome, crise hídrica… e o que Bolsonaro faz? Diz que o povo deve comprar fuzil. Alguém duvida de que esse homem é perigoso?”

Bolsonaro disse na sexta-feira a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada que “o povo armado jamais será escravizado”. “Tem que todo mundo comprar fuzil, pô. Eu sei que custa caro. Daí tem um idiota que diz: ‘Ah, tem que comprar feijão’. Cara, se não quer comprar fuzil, não enche o saco de quem quer comprar”, defendeu.

Neste sábado (28/08), o presidente Bolsonaro rebateu as críticas dos petistas dizendo que “fuzil garante liberdade para trabalhar e se alimentar”.

“Um fuzil garante a sua liberdade para você trabalhar e se alimentar. Sem ela, você poderá depender das migalhas do estado”, publicou em suas redes sociais.

Lula defende investimento em tecnologia para o Brasil voltar a crescer e sair da crise

Em visita ao Senai Cimatec no fim da manhã de sexta-feira (27/08), em Salvador (BA), Lula defendeu investimento em tecnologia como alternativa para desenvolvimento da indústria e crescimento do país. Acompanhado do governador Rui Costa, Lula conheceu as instalações do centro, referência de tecnologia aplicada à indústria e à saúde, e se impressionou com a qualidade das pesquisas e do trabalho desenvolvido na instituição.

“Aqui vocês dão a demonstração de que não tem problema sem solução, de que basta querer, basta acreditar, basta investir o que for necessário para que a gente dê um salto de qualidade e capacidade industrial no Brasil. Todo mundo se queixa de que a indústria já foi 30% do PIB nacional e hoje é só 11%, mas pouca gente apresenta uma solução de como voltar a ser 30%. Eu acho que aqui é um modelo para isso. A gente vai ter que acreditar muito nesse investimento em ciência e tecnologia, em pesquisa”, declarou.

O ex-presidente defendeu a aproximação entre universidade e indústria, para que a inteligência produzida na academia seja utilizada, e afirmou que o Cimatec é exemplo que deve ser conhecido e seguido por outros governadores e pelos ministros de Ciência e Tecnologia e da Economia.

“Isso aqui, na minha opinião, é como se fosse o respirador para enfrentar a Covid. Um respirador para quem acredita que esse país pode ser diferente, que esse país tem jeito, que pode voltar a crescer e ser competitivo”.

Com a visita de hoje, a convite do governador da Bahia, Lula encerra agenda de 13 dias pelo Nordeste. Desde 15 de agosto, o ex-presidente passou por seis Estados – Pernambuco, Piauí, Maranhão, Ceará, Rio Grande do Norte e Bahia – para encontros com lideranças políticas e movimentos sociais para discutir o futuro do Nordeste e do Brasil, considerando o contexto de crise econômica e sanitária e ameaça à democracia.

Leia também

Quem será o vice do Lula em 2022? Veja os 11 nomes possíveis para a chapa do petista

Lula encerra hoje na Bahia caravana pelo Nordeste depois de 11 dias

Requião ‘desenha’ e põe fim à falsa polêmica do ICMS no preço abusivo da gasolina