Dono da Paraná Pesquisas jura que é suprapartidário e plural

O diretor-presidente da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, jurou ao Blog do Esmael que seu instituto é plural e suprapartidário. A declaração do pesquisador ocorreu após o site Brasil 247 repercutir um contrato de R$ 1,6 milhão firmado entre a empresa e o governo extremista Jair Bolsonaro (PL).

– Adoro o que faço – disse Hidalgo, repetindo o bordão que ele publica em todas as fotos em seu perfil do Instagram. Ele abriu suas publicações com o intuito de comprovar seu trânsito com todas as forças políticas, de direita, centro e esquerda.

Em seu portfólio, no Instagram, há fotografias de Hidalgo com Guilherme Boulos (PSOL), Fernando Haddad (PT), Geraldo Alckmin (PSB), Alexandre Kalil (PSD), Gleisi Hoffmann (PT), dentre outras lideranças, inclusive Bolsonaro.

Hidalgo, repórter da Globo e Cid Gomes
Murilo Hidalgo abre seu perfil no Instagram para provar que é “plural” e “suprapartidário”

Segundo o Brasil 247, o contrato 37/2022, assinado no dia 30/3 pelo Ministério das Comunicações e pelo Instituto Paraná de Pesquisas e Análises de Consumidor no valor de R$ 1.623.600,00, tem como objeto a “contratação de empresa especializada na prestação de serviços de pesquisa de opinião pública”, segundo o termo oficial. 

Citando a Agência Sportlight, o 247 anota que o contrato foi fechado meses antes de divulgar uma pesquisa favorável às chances de reeleição de Jair Bolsonaro.

A pesquisa em tela aponta que o ex-presidente Lula (PT) lidera com 41,4% das intenções de voto enquanto o presidente cessante tem 35,3%, o que configura empate técnico entre os dois dentro da margem de erro.

Veja também  "Aristides" quebra a internet nesta semana; entenda o termo "noivinha do Aristides"