A Paraná Pesquisas é que o ex-governador cearense Ciro Gomes (PDT) perde até em casa do ex-presidente Lula (PT).

Do Nordeste, Lula avança rumo ao Palácio do Planalto enquanto Bolsonaro arde no fogo de Brasília

Google News

As agendas do ex-presidente Lula no Nordeste comprovam que ele segue avançando rumo ao Palácio do Planalto, em 2022, enquanto o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) arde no fogo de Brasília. O mandatário atrai somente agendas negativas e continua praticando dissenso, seu esporte preferido, um veneno que comprometeu a reeleição.

Em sua visita ao Ceará, Lula disse que o povo brasileiro precisa de menos ódio, menos mentira e mais governo. “Precisamos de menos ódio, menos mentira e mais governo”, disse, ao defender a manutenção permanente de canais de diálogo com a sociedade, em uma perspectiva de pacificar o país, hoje contaminado pelo ódio bolsonarista.

Em Fortaleza, capital cearense, o petista se reuniu com o senador Tasso Jereissati, do PSDB, e tem agendas com Eunício Oliveira, do MDB, e com Cid Gomes, do PDT. “O que está em disputa no Brasil é a democracia contra o fascismo”, repete Lula, ao propor uma frente contra o extremismo de Bolsonaro. Ou seja, até o irmão de Ciro Gomes busca entendimento com Lula.

“O Brasil precisa voltar à normalidade, as pessoas precisam acreditar que as coisas podem melhorar. O povo quer trabalhar, sustentar sua família, o povo não quer um presidente falando bobagem e sim governando, chamando os governadores para discutir os problemas”, afirma o ex-presidente.

Lula disse aos cearenses que os brasileiros precisam voltar a acreditar na fraternidade, na solidariedade. “Se eu vou para a rua para conclamar o povo a mudar esse país para ter mais esperança e oportunidade, não posso usar violência, fazer propaganda de armas, e sim de livros”, pregou.

O ex-presidente Lula lamentou o fato de que Bolsonaro não governa o país, gastando suas horas para contar mentiras a seguidores e provocar as instituições democráticas. É um presidente que não conversa com ninguém, não gosta de negro, de índio, de LGBT, de estudante, de sindicalista. É um cara acredita que a terra é plana”.

Veja também  Capa da IstoÉ chama Bolsonaro de "genocida" enquanto a CPI da Covid titubeia em indiciar o presidente por genocídio

Leia também

Homem de confiança de Lupi inicia “operação desembarque” da candidatura de Ciro Gomes

Com cara de “vice”, Ciro Gomes foi entrevistado no Conversa com Bial

Ciro Gomes rumo a Paris em 2022