Diretor de “Boas Práticas” da Caixa é encontrado morto em Brasília

► Este é o segundo suicídio próximo ao bolsonarismo em menos de uma semana

Sérgio Ricardo Faustino Batista, direitor de Controles Internos e Integridade da Caixa, foi encontrado morto na sede do banco em Brasília.

Considerado direitor de “Boas Práticas” na instituição financeira, há indícios de que ele cometeu suicídio – dizem as informações preliminares da polícia do DF.

Este é o segundo suicídio próximo ao bolsonarismo em menos de uma semana.

No último domingo (17/07), o vigilante Claudinei Coco Esquarcini também foi encontrado morto. Ele tinha seria o responsável pelas câmeras que registraram o assassinato do dirigente petista Marcelo Arruda, em Foz do Iguaçu.

A diretoria de Sérgio Faustino Batista tem relação direta com o mais recente escândalo a envolver o banco.

A Diretoria de Controles Internos e Integridade, a DECOI, é responsável pelo recebimento e acompanhamento de denúncias feitas por funcionários por meio dos canais internos do banco.

Recentemente, funcionárias da Caixa acusaram o então presidente da instituição, Pedro Guimarães, de assédio sexual. Guimarães caiu após a publicação das denúncias.

Após a eclosão do escândalo, a Caixa admitiu a existência de uma denúncia de assédio apresentada em maio por meio dos canais internos.

Há suspeita de que essa denúncia, antes de ser apurada, tenha sido levada ao conhecimento da cúpula do banco.

O diretor morto tinha 54 anos e seguiu no cargo mesmo após a mudança na presidência da Caixa. Funcionário de carreira, antes ele havia integrado a equipe que assessorava diretamente o gabinete de Pedro Guimarães.

Blog do Esmael, notícias verdadeiras.

Com informações do site Metrópoles, parceiro do Blog do Esmael.